Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Itens de colecionador

Beatles: Gravações raras irão a leilão; valor pode chegar a R$ 2,4 milhões

Colecionador colocou itens profissionais e pessoais dos Beatles em leilão que pode arrecadar valor milionário

Redação Publicado em 19/09/2023, às 12h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Os Beatles (Foto: AP Images)
Os Beatles (Foto: AP Images)

Gravações perdidas e raras dos Beatles, lendária banda formada do Paul McCartney, John Lennon, Ringo Starr e George Harrison, irão a leilão e valor dos lances tem expectativa para chegar em US$ 500 mil, aproximadamente R$ 2,4 milhões na cotação atual. As informações são do TMZ.

Existem diversos itens no leilão, e o mais caro é uma coleção de gravações inédita, com ensaios do Fab Four na casa de Lennon em Kenwood e trechos de discos inéditos, todos em 6 fitas. As vendas podem arrecadar algo entre US$ 300 mil e US$ 500 mil. Além disso, existe conteúdo inédito de um álbum de Harrison com The Bonzo Dog Doo-Dah Band, um disco colaborativo entre Yoko Ono e Lennon e quase 2 horas de “Primal Scream Therapy,” de Ono.

+++LEIA MAIS: Discos dos Beatles eram o resultado de 'sofrimento e tortura', segundo John Lennon

Quem conseguiu as gravações foi Phil, colecionador de recordações dos Estados Unidos, e revelou como conseguiu as fitas de um homem na Índia, que as adquiriu de Derek Taylor, ex-assessor de imprensa dos Beatles conhecido como "Quinto Beatle."

Segundo o site, Phil escutou o material apenas uma vez com intuito de não danificar as fitas. O leilão ainda conta com ensaios para Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (1967), que sons de animais para "Good Morning Good Morning" e até uma reclamação de Lennon e McCartney sobre o calor. Por fim, existe uma entrevista bastante pessoal e reveladora de 45 minutos, na qual John Lennon questiona os motivos de Yoko estar com ele. Esse material foi gravado em 1969, quando se casaram.

+++LEIA MAIS: A banda que foi como os Beatles dos anos 90, segundo Billie Joe Armstrong