Beatles: O dia em que Paul McCartney, John Lennon e David Bowie quase formaram supergrupo [FLASHBACK]

O DBB, trio de David Bowie, Paul McCartney e John Lennon, quase foi criado nos anos 1970; entenda

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 10/09/2021, às 17h47

None
John Lennon (Foto: AP) / Paul McCartney (Foto: Reprodução AP) / David Bowie na Glass Spider Tour (Foto: Elmar J. Lordemann / Wikimedia Commons)

O que aconteceria se três dos maiores nomes da história da música se juntassem em um só grupo. Isso quase aconteceu com David Bowie, Paul McCartney e John Lennon em 1974, após uma noite de conversas e sonhos entre os astros. O Camaleão do Rock estava hospedado no Hotel Pierre, em Nova York (EUA) há semanas quando os ex-Beatles bateram à porta, de acordo com informações da revista Far Out.

Nunca teria passado pela cabeça de Bowie que um de seus maiores ídolos, John Lennon, viria vê-lo tão espontaneamente. Como explicou em entrevista a Marc Riley, da BBC6 Music, "era a primeira vez que eles [Lennon e McCartney] se juntaram de novo [após o fim dos Beatles] e ouvi alguém batendo à porta do Hotel Pierre, onde eu ocupei uma suíte durante meses. Era por volta de três da madrugada e os dois estavam ali." 

+++LEIA MAIS: Paul McCartney e Rick Rubin revisitam clássicos dos Beatles: 'Encontrando alegria em músicas antigas' [ENTREVISTA]

Bowie também explicou como Lennon e McCartney estavam na cidade e haviam saído naquela noite. Quando chegaram ao hotel, passaram a noite inteira conversando. "Me perguntaram se eu gostaria de me juntar aos dois e formar um trio, e poderíamos chamá-lo de David Bowie e os Beatles, porque gostavam da ideia de ser DBB." No dia seguinte, porém, todos os sonhos da madrugada foram dissolvidos. "Sabe, a manhã chegou e nunca deu em nada," concluiu o cantor de "Space Oddity."

+++LEIA MAIS: Por que fãs dos Beatles vão se surpreender com novo documentário? Peter Jackson responde

Como mencionado, Bowie era um grande fã de John Lennon, e o descrevia como uma das maiores influências em sua vida musical. Por isso, foi muito gratificante passar essa noite com ele. "Ele era o melhor que poderíamos fazer com rock 'n' roll. Sentia-me muito parecido com ele nas ideias de vanguarda, diferentes de tudo o que era mainstream e aplicar em algo considerado popular. Fazia funcionar para as massas, achava isso admirável. Isso é criar arte para as pessoas e não torná-la elitista."

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by David Bowie (@davidbowie)