Beatles: Quais ‘pistas’ da capa de disco indicam teoria de que ‘Paul McCartney está morto’?

O disco Abbey Road envolve uma teoria da conspiração que Paul McCartney havia morrido três anos antes do lançamento, em 1966

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 04/10/2021, às 19h56

None
Capa do disco Abbey Road, dos Beatles (Foto: Reprodução)

O disco Abbey Road (1969) se tornou um dos álbuns mais icônicos da história da música - e conta com uma capa memorável de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr em Londres, Inglaterra. 

A fotografia é de autoria de Iain Macmillan, quem teve apenas 10 minutos para tirar a foto enquanto um policial bloqueava o trânsito para os Beatles atravessarem a rua. A imagem foi analisada diversas vezes — e deu pistas para uma teoria bizarra. 

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney explica por que Beatles são melhores que Rolling Stones em nova entrevista: ‘Vou concordar com isso’

De acordo com informações do Express UK, há uma teoria da conspiração que tenta provar que Paul McCartney morreu e foi substituído por um sósia três anos antes do lançamento de Abbey Road, em 1966. 

Para tentarem provar a teoria, apresentam a placa LMW 281F do Fusca da imagem e dizem que ela supostamente se referia ao fato de que McCartney teria 28 anos se ainda estivesse vivo.

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney e Rick Rubin revisitam clássicos dos Beatles: 'Encontrando alegria em músicas antigas' [ENTREVISTA]

Além disso, há o argumento de que Lennon representou um padre vestido de branco, seguido por Starr, o agente funerário vestido de preto. Logo atrás vem McCartney, descalço e em uma roupa que representaria o cadáver do verdadeiro Beatle. Ao fundo está Harrison, com, supostamente, a roupa do coveiro.

No entanto, McCartney já brincou com a teoria, e parodiou a ideia na capa do disco Paul is Live (1993), em tradução livre: Paul está vivo. 

+++ LEIA MAIS: Qual música dos Beatles é a favorita de Paul McCartney?