Billie Eilish critica lei antiaborto durante show: ‘Meu corpo, a p**ra da minha escolha’

Cantora Billie Eilish critica lei antiaborto imposta no Texas, Estados Unidos, durante show no estado

Mariana Rodrigues (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 05/10/2021, às 18h39

None
Billie Eilish em show no Texas (Foto: Rich Fury/Getty Images)

Cantora Billie Eilish protestou contra lei antiaborto imposta no Texas, Estados Unidos, durante show no estado norte-americano no sábado, 2 de outubro. Em meio a performance, a artista reforçou a importância da liberdade de escolha das mulheres em relação ao próprio corpo e afirmou como quase cancelou a apresentação por conta disso.

“Estou cansada de homens velhos,” disse. “Quando eles fizeram essa p**ra de lei, quase não quis fazer o show. Queria punir este lugar por permitir que isso acontecesse. Mas lembrei que vocês seriam as vítimas e vocês merecem tudo que há de melhor no mundo. Precisamos pedir que calem a p**ra da boca. Façam isso. Meu corpo, a p**ra da minha escolha.”

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish: Qual foi exigência da cantora para participar do Met Gala 2021?

Essa não foi a primeira vez que Eilish se pronunciou sobre o assunto. No último mês, cantora também falou sobre a situação por meio dos stories no Instagram. “Se você e seus manos não estão falando das leis do aborto no Texas, as chances de vocês serem parte do problema são grandes. Me enjoa o quanto os homens ficam calados quando o assunto é o direito das mulheres,” escreveu. (via Glamour)

A lei proíbe abortos após serem constatados batimentos cardíacos no feto, o que muitas vezes ocorre antes mesmo das mulheres descobrirem que estão grávidas. Essa é uma das maiores políticas antiaborto nos EUA e é válida desde o início de setembro, mas, no mesmo fim de semana do show, o presidente norte-americano Joe Biden pediu a um juiz o bloqueio total da lei no estado do Texas.

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish se inspirou em pornografia para compor 'Male Fantasy'

O sucesso de Billie Eilish

Aos 19 anos, Billie Eilish é um sucesso da música pop norte-americana. Cantora já venceu sete Grammy Awards, sendo três com o disco de estreia When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2019), o qual estreou no topo da Billboard 200. Em 2021, lançou o segundo álbum da carreira, Happier Than Ever, em que apresenta um lado sensível e nem tão feliz assim nas composições.