Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Black Sabbath: Geezer Butler relembra 'lunático' que tentou 'sacrificar' Tony Iommi

Segundo Geezer Butler, Black Sabbath sempre era alvo de protestos religiosos quando ia aos Estados Unidos

Redação Publicado em 18/07/2023, às 08h54

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ozzy Osbourne, Tony Iommi e Geezer Butler, do Black Sabbath (Foto: Frank Micelotta / Invision / AP)
Ozzy Osbourne, Tony Iommi e Geezer Butler, do Black Sabbath (Foto: Frank Micelotta / Invision / AP)

Quando Black Sabbath ainda era formado por Geezer Butler (baixo), Tony Iommi (guitarra) e Ozzy Osbourne (vocal), Iommi quase foi "sacrificado" por um homem "lunático" durante show da lendária banda de heavy metal britânica.

Durante entrevista ao Reader's Digest, Butler refletiu sobre a vida e carreira, como ser criado em um lar católico, imagens "satânicas" atribuídas à banda - e como isso resultou em diversas experiências bizarras para os músicos do grupo.

+++LEIA MAIS: Há 44 anos, Ozzy Osbourne era expulso do Black Sabbath

"Meu pai não ficou muito satisfeito quando viu a cruz invertida na capa do nosso primeiro álbum," afirmou. "Mas, geralmente, ninguém no Reino Unido ou na Europa se importava muito com nossas imagens satânicas."

No entanto, tudo foi diferente para Black Sabbath nos Estados Unidos: "As pessoas nos ameaçavam e apareciam em nossos shows com cruzes e bíblias. Em Nashville, alguém pulou no palco e atacou Tony com uma faca."

Felizmente, Tony se virou para chutar o amplificador defeituoso dele naquele momento, viu o agressor e saiu do caminho. A polícia prendeu o homem, embora não saibamos o que aconteceu com ele. Mas ele queria sacrificar Tony. Lunático.

+++LEIA MAIS: Black Sabbath: Ozzy Osbourne e Tony Iommi se reunem em apresentação insana de 'Paranoid'