Black Sabbath: o que Ozzy Osbourne sentiu ao ser substituído por Dio?

Após deixar o Black Sabbath para seguir carreira solo em 1979, Ozzy Osbourne continuou acompanhando o sucesso da banda com o novo vocalista, Dio

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 17/08/2021, às 20h48

None
Ozzy Osbourne (Foto: Vladimir Astapkovich / Sputnik via AP)

Ozzy Osbourne deixou a banda de heavy metal Black Sabbath em 1979 após conflitos com o guitarrista Tony Iommi. Logo em seguida, no entanto, o grupo contratou um novo vocalista: Ronnie James Dio, ex-integrante do Rainbow, que foi responsável por levar o Black Sabbath a um novo patamar. De acordo com informações do Express UK, porém, o Príncipe das Trevas teve muita inveja do substituto.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Ozzy Osbourne (@ozzyosbourne)

 

A carreira de Osbourne não terminou após a saída da banda; muito pelo contrário, o vocalista começou uma carreira solo de sucesso, com discos como Blizzard of Ozz (1980) e Diary of a Madman (1981) e se consagrou como um dos grandes nomes do heavy metal. Apesar do sucesso, o artista ainda pensava no Black Sabbath: "Ozzy ficava preocupado com eles. Ficou mal pela banda estar indo tão bem com Dio," disse Bob Daisley, baterista da banda de Osbourne (via Rolling Stone EUA).

+++LEIA MAIS: Dio tinha problemas com Ozzy Osbourne? Viúva do cantor esclarece

De um lado, Osbourne estava preocupado com o sucesso de Dio, não queria seu sucesso ofuscado. O vocalista novo do Black Sabbath, porém, não queria comparações com o predecessor lendário. "Não fui, nem nunca serei, Ozzy Osbourne," disse o artista. "Ele era um cantor e compositor naquela época, ajudou a criar a banda na sua forma clássica." 

Na mesma entrevista, Daisley relatou alguns problemas os quais bandas como Black Sabbath e Led Zeppelin enfrentavam na época: o passar do tempo e a mudança na indústria musical, como se encaixar no cenário comercial? "O movimento punk estava surgindo. Alguns grupos como Sabbath, Deep Purple e Zeppelin eram considerados dinossauros." 

+++LEIA MAIS: 12 melhores músicas solo de Ozzy Osbourne - 1 de cada álbum [LISTA]

Nem todos achavam isso, claro, mas uma "minoria composta por jovens e punks," nas palavras de Daisley. De acordo com o baterista, o que restava aos "dinossauros" era entrar no estúdio, trabalhar muito e lidar com os resultados. "Não começávamos dizendo: 'Como podemos criar um hit? Como podemos tornar esse disco um sucesso comercial?' Apenas entrávamos com o objetivo de tocar juntos." Era autêntico e isso é visível no resultado.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!