Britney Spears quer que irmã, Jamie Lynn, faça teste de detector de mentiras; entenda

A cantora Britney Spears sugeriu que a irmã quer "ganhar dinheiro" com a vida dela

Redação Publicado em 31/01/2022, às 12h50

None
Jamie Lynn e Britney Spears (Foto: Frank Micelotta/Getty Images)

A cantora Britney Spears voltou a falar sobre a irmã Jamie Lynn Spears, com quem a estrela pop está tendo problemas nos últimos tempos e já comentou publicamente acerca da situação. Isso porque, Jamie fez uma série de declarações no novo livro de autoria dela, Things I Should Have Said (Coisas que eu deveria ter dito, em tradução livre).

No fim de semana, Britney Spears usou o Instagram para comentar, novamente, a situação após uma recente participação de Jamie Lynn Spears no The Talk, programa dos Estados Unidos. Na rede social, a cantora compartilhou um vídeo do recente episódio em que a co-apresentadora questiona Jamie sobre ter lançado o livro exatamente neste momento.

+++ LEIA MAIS: Irmã de Britney Spears, Jamie Lynn detalha relação ‘complicada’ com cantora: ‘Amo minha irmã’

Na publicação, a estrela pop disse que a irmã quer ganhar dinheiro por conta da história de Britney e chegou a dizer que gostaria que Jamie passasse por um detector de mentiras: "Parabéns best-seller… não estou nem um pouco surpresa! A coragem de você vender um livro agora e falar m*rda, mas você está mentindo assim como mentiu sobre Alexa Nikolas," declarou.

"Eu gostaria que você fizesse um teste de detector de mentiras para que todas essas massas de pessoas vissem que você está mentindo sobre mim! Eu gostaria que o Todo-Poderoso, o Senhor pudesse descer e mostrar a todo o mundo que você está mentindo e ganhar dinheiro comigo (sic)!," concluiu a cantora.

+++ LEIA MAIS: Britney Spears: Após fim da tutela, cantora comenta uso da 'medicação certa'

A irmã da artista tem feito múltiplas entrevistas nas últimas semanas. Recentemente, inclusive, Jamie Lynn falou sobre a cantora no programa Good Morning America - e Britney Spears também sugeriu que Lynn só comentou a situação apenas para promover o novo livro biográfico, Things I Should Have Said, no qual descreve o comportamento da irmã antes da tutela como “errático” e “paranoico” (via Billboard).