Britney Spears: ‘Tribunal errou,’ diz Jamie Spears sobre ser removido da tutela

Jamie Spears emitiu uma nota através dos advogados após ser oficialmente removido da tutela

Redação Publicado em 30/09/2021, às 16h08

None
Britney Spears em 2019 (Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images)

A cantora Britney Spears foi oficialmente liberada da tutela do pai, Jamie Spears, nesta quarta, 29 de setembro, em uma audiência em meio à batalha judicial. Desde 2008, a artista tinha a vida administrada pelo pai, quem recentemente desistiu da tutela. Após a remoção oficial, Jamie emitiu uma nota através dos advogados para falar sobre o caso. 

Mais cedo, a estrela pop havia pedido para a Justiça norte-americana acelerar a remoção do pai da função - e foi atendida pela juíza Brenda Penny. Por enquanto, o contador John Zabel assumirá o papel da tutoria e, posteriormente, haverá uma audiência para decidir o fim do processo da tutela da cantora.

+++ LEIA MAIS: Britney Spears cita #FreeBritney pela primeira vez: ‘Só sabem metade da situação’

"Acredito que a suspensão atende aos melhores interesses do conservador. A situação atual é insustentável," afirmou a juíza Brenda Penny durante a audiência desta quarta, 29. Uma nota escrita pela advogada Vivian Thoreen, e publicada pela Variety, porém, mostram o descontentamento de Jamie Spears com a decisão. 

"O sr. Spears ama sua filha Britney incondicionalmente. Por 13 anos, tentou fazer o que era melhor para ela, como conservador e como pai. Isso começou com a concordância em servir como seu tutor, quando ela voluntariamente escolheu esta opção," começa a nota.

+++ LEIA MAIS: Britney Spears é autorizada a escolher próprio advogado

O texto continua: "Tais fatos tornam o resultado da audiência de ontem ainda mais decepcionante e, honestamente, uma perda para Britney. Respeitosamente, o tribunal errou ao suspender o sr. Spears e colocar um estranho em seu lugar para administrar a propriedade dela e estender a mesma tutela que Britney implorou ao tribunal que fosse encerrada."

Mais cedo nesta semana, o advogado da cantora Mathew S. Rosengart fez em uma nota de rodapé do processo judicial, criticando Jamie Spears: "[Isto está] em total contraste com o Sr. Spears, um suposto alcoólatra e viciado em jogos, com zero histórico financeiro ou experiência em questões financeiras, que anteriormente entrou com pedido de falência e tem uma ordem de restrição de violência doméstica atualmente em vigor contra ele."

+++LEIA MAIS: Britney Spears: Ex-assistente relembra turnê com cantora: ‘Não me deixavam ter uma conversa sozinha com ela’

Inclusive, o pai de Britney Spears, Jamie Spears, está sendo investigado pelo FBI devido à tutela da filha, segundo informações do Deadline, publicadas nesta segunda, 27, de setembro. A ação judicial é movida por suspeita de abuso de poder. 


Comunicado completo de Jamie Spears

[via Cena Pop] Sr. Spears ama sua filha Britney incondicionalmente. Por treze anos, ele tentou fazer o que era melhor para ela, seja como conservador ou como pai. Isso começou com a concordância em servir como seu tutor quando ela voluntariamente optou por esta opção.

+++LEIA MAIS: Britney Spears: Pai da cantora é investigado pelo FBI por abuso em tutela

Isso incluiu ajudá-la a reviver sua carreira e restabelecer um relacionamento com seus filhos. Quem já tentou ajudar um membro da família a lidar com problemas de saúde mental, pode apreciar a enorme quantidade de preocupação diária e trabalho que isso exige.

Para Spears, isso também significava morder a língua e não responder a todos os ataques falsos, especulativos e infundados a ele por parte de certos membros do público, da mídia ou, mais recentemente, do próprio advogado de Britney. Esses fatos tornam o resultado da audiência de ontem ainda mais decepcionante e, francamente, uma perda para Britney.

+++LEIA MAIS: A Batalha por Britney Spears aposta no drama e não entrega tese concreta [REVIEW]

Respeitosamente, o tribunal errou ao suspender o Sr. Spears, e colocar um estranho em seu lugar para administrar a sua propriedade e estender a mesma tutela que Britney implorou ao tribunal para que fosse encerrada. Novamente, foi o Sr. Spears quem tomou a iniciativa de arquivar a petição para encerrar a tutela quando nem o ex-advogado de Britney nomeado pelo tribunal, nem seu novo advogado privado fariam isso.

Foi o Sr. Spears quem pediu ao tribunal na audiência de ontem para encerrar imediatamente a tutela, enquanto o atual advogado de Britney argumentou contra ela. Apesar da suspensão, o Sr. Spears continuará a zelar pelos melhores interesses de sua filha e a trabalhar de boa fé para uma resolução positiva de todas as questões.

+++LEIA MAIS: Advogado de Britney Spears diz que pai da cantora 'é viciado em jogos' e tem 'zero histórico financeiro'


A tutela de Britney Spears

Em uma audiência de tutela em junho, Britney Spears acusou o pai e a tutela de controlar opressivamente as próprias finanças, negócios e decisões pessoais, e o próprio corpo; ela disse ao tribunal que lhe foi prescrito lítio contra sua vontade e não tinha permissão para se casar, ter outro filho ou ter o próprio DIU removido.

"Tudo que eu quero é ter meu dinheiro... E que isso acabe... E meu namorado seja capaz de me levar em seu carro. E honestamente… Quero poder processar minha família," disse Britney durante a audiência. Ela acrescentou: "Realmente acredito que essa tutela é abusiva."

+++LEIA MAIS: Britney Spears é acusada de agredir funcionária; entenda