BTS deve 'reconsiderar' hiato, diz Associação dos Cantores Coreanos

Público do BTS questionou intenções do posicionamento da associação

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Eduardo do Valle) Publicado em 23/06/2022, às 08h56

None
BTS (Foto: Kevin Winter / Getty Images)

BTS anunciou foco nos projetos solo a partir deste ano em jantar do FESTA - evento anual para celebrar a fundação do grupo - transmitido na internet. Enquanto comemoravam nove anos de existência, contaram aos fãs sobre intenções de não lançarem músicas como grupo pelos próximos meses.

Embora não caracterize um hiato, conforme explicado pelo selo do grupo, Hybe, decisão não agradou Associação de Cantores Coreanos, que pediu ao BTS para reconsiderar ideia. Segundo Lee Ja-yeon, presidente da organização, haverá consequências grandes para a indústria do k-pop.

+++ LEIA MAIS: Coldplay: Chris Martin rasga elogios para BTS e brinca: 'Parece que somos professores de ginástica deles'

"Estou preocupado que a onda cultural coreana centrada no BTS - que tem o soft porwer mais forte no mundo - se enfraqueça. Não haverá um segundo Beatles facilmente. Também é improvável que haja um segundo BTS. Então, estou preocupado com o possível corte da hallyu [nome dado à onda coreana na cultura mundial a partir dos anos 1990]," afirmou em nota ao The Korea Times (via NME). 

Lee, então, pediu: "Vocês devem ter tomado a decisão após profundo debate, mas poderiam reconsiderar pelo bem da indústria musical na Coreia?" Ele ainda destacou como isso levaria a uma queda no número de fãs.

+++ LEIA MAIS: BTS atingiu 'sonhos não realizados' do hit 'Gangnam Style', diz Psy

A fala não foi bem recebida por parte do público. Em comentário no Twitter, fã escreveu: "BTS não lançou um vídeo de uma hora explicando tudo para pessoas usarem a culpa para fazê-los continuar trabalhando."

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por BTS official (@bts.bighitofficial)