Carlinhos Brown comenta 'cancelamento' no Rock in Rio: ‘Racismo e preconceito contra o gênero’

Na terceira edição do Rock in Rio, Carlinhos Brown foi alvo de vaias e garrafadas durante show — e explicou que episódio tem relação com racismo e preconceito

Redação Publicado em 23/11/2021, às 11h06

None
Carlinhos Brown (Foto: Magali Morais)

Há 20 anos, a terceira edição do Rock In Rio juntou diversos grandes artistas para celebrar, novamente, a música. No entanto, o festival de 2001 também foi marcado por diversas polêmicas, como boicotes de bandas nacionais e a reação do público a Carlinhos Brown, quem recebeu vaias e garrafadas durante a apresentação.

Carlinhos Brown abriu o dia do metal no Rock in Rio 2001, que tinha como destaque o Guns N’ Roses na data. Em entrevista à Folha, o músico descreveu o acontecido como “um dos primeiros cancelamentos”, além de afirmar que ele tem relação com racismo e preconceito com o gênero musical.

+++LEIA MAIS: Carlinhos Brown chama atenção para educação ambiental em disco infantil: "Desejo que as canções tragam a nossa responsabilidade com a Terra" [ENTREVISTA]

"Precisamos de tempo para observar o que são as coisas. E o cancelamento talvez seja a síntese [daquele episódio]. E dentro do cancelamento tem tudo. Tem racismo, preconceito contra o gênero, contra a música," explicou Brown.

O músico também explicou que tinha pensamentos e atitudes diferentes na época: "Eu era um artista muito mais frágil naquele momento, com expectativas gigantes jogadas naquele momento, já estava com música estourada —já tinha criado, com meus amigos, o axé music. Mas eu era frágil com inocências antropofagistas. Me vestia como índio, não queria me vestir como o cara do rock'n'roll."

+++LEIA MAIS: Há 20 anos, Cássia Eller 'invadia' show do Foo Fighters para abraçar Dave Grohl

Apesar da situação, Carlinhos Brown apontou um lado positivo da reação do público no durante apresentação no festival: "Que bom que houve aquele choque porque a gente sabia que, no Rock in Rio, a palavra rock, suas quatro letras, era maior que Rio. Mas a gente também estava dizendo que o Rio é enorme. A música brasileira precisava ser mostrada."

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Carlinhos Brown (@carlinhosbrown)


Além disso, em entrevista à Folha, Carlinhos Brown disse enxergar o ocorrido como uma provocação de Roberto Medina, dono do festival e responsável por escalar o artista para o mesmo dia de bandas de metal. No entanto, o músico afirma que quer voltar ao evento: "Queria fazer um convite, quero fazer aquele show de novo."

+++LEIA MAIS: Carlinhos Brown relembra show polêmico no Rock in Rio 2001 [ENTREVISTA]

Rock in Rio 2022

A próxima edição do Rock in Rio será realizada nos dias 2,3,4,8,9,10 e 11 de setembro de 2022, no Rio de Janeiro. Alguns dos artistas confirmados são Iron Maiden, Justin Bieber,Demi Lovato, Post Malone, Joss Stone, Ivete Sangalo, Dua Lipa e Coldplay. Saiba tudo sobre o festival aqui