Rolling Stone Brasil
Busca
Facebook Rolling Stone BrasilTwitter Rolling Stone BrasilInstagram Rolling Stone BrasilSpotify Rolling Stone BrasilYoutube Rolling Stone BrasilTiktok Rolling Stone Brasil
Música / Artistas

Como ligação invasiva de Slash a astro country gerou uma de suas melhores ideias

Slash (Foto: Getty Images)
Slash (Foto: Getty Images)

Seja em projetos próprios ou participando de trabalhos dos outros, a lista de artistas com os quais Slash já gravou ou tocou ao vivo é imensa. Michael Jackson, Ozzy Osbourne, Lenny Kravitz, Rihanna, Demi Lovato, Black Eyed Peas e Bob Dylan são só alguns dos vários que podem ser citados.

A lista vai aumentar com Orgy of the Damned, seu novo álbum solo orientado ao blues, que chega a público dia 17 de maio. Artistas como Brian Johnson, Steven Tyler, Chris Robinson, Iggy Pop e Dorothy participam do registro.

Uma das colaborações de destaque, porém, veio de um músico que não é exatamente do rock. O astro country Chris Stapleton trabalhou com o guitarrista em uma versão para “Oh Well”, clássico do Fleetwood Mac na fase Peter Green. A combinação deixou Slash tão satisfeito que a faixa acabou saindo antes do disco, como single.

Em entrevista à Rolling Stone EUA, o homem da cartola revelou como a parceria se deu. Inicialmente, comentou sobre o resultado, dizendo que pensava na voz de Stapleton desde que idealizou o cover:

“A cadência de canto de Chris e aquele sotaque que ele tem para essa música em particular, na minha opinião, pareciam perfeitos.”

Como Chris chegou a abrir um show do Guns N’ Roses em Nashville anos atrás, você pode até imaginar que os dois já eram amigos, certo? Não é bem por aí: Slash não havia conversado com o músico anteriormente.

“Tive que pegar o número dele e fazer uma ligação invasiva, do nada, para ele. Mas ele foi muito gentil com isso e realmente se esforçou para me ajudar.”

Acabou dando certo — e o guitarrista define essa como uma de suas melhores ideias musicais, ainda que seja uma releitura. Confira a seguir.

Chris Stapleton e Guns N’ Roses

Por sua vez, Chris Stapleton disse ao mesmo veículo de comunicação que sempre admirou o Guns N’ Roses. Porém, ao abrir o show da banda, acabou conversando mais com o vocalista Axl Rose.

“Perguntei a ele quantas noites seguidas ele consegue gritar assim e cantar todo o rock & roll que ele faz. Porque eu sei que tenho limites e quantas noites seguidas posso realmente cantar. Então discutimos um pouco sobre ele ter feito shows com o AC/DC. Foram conversas que você acha que nunca terá.”

Veja abaixo a lista de canções presentes em Orgy of the Damned, além dos músicos envolvidos:

  1. The Pusher (feat. Chris Robinson)
  2. Crossroads (feat. Gary Clark Jr.)
  3. Hoochie Coochie Man (feat. Billy Gibbons)
  4. Oh Well (feat. Chris Stapleton)
  5. Key To The Highway (feat. Dorothy)
  6. Awful Dream (feat. Iggy Pop)
  7. Born Under A Bad Sign (feat. Paul Rodgers)
  8. Papa Was A Rolling Stone (feat. Demi Lovato)
  9. Killing Floor (feat. Brian Johnson)
  10. Living For The City (feat. Tash Neal)
  11. Stormy Day (feat. Beth Hart)
  12. Metal Chestnut