Dave Grohl quase se juntou à banda ‘de monstros’ GWAR; entenda

Antes de entrar para o Nirvana, Dave Grohl considerou fazer parte da banda ‘de monstros’ GWAR

Redação Publicado em 28/09/2021, às 16h23

None
Dave Grohl (Foto: Renan Olivetti/ I Hate Flash) e Gwar (Foto: Getty Images /Roger Kisby)

Dave Grohl quase se juntou à banda GWAR, conhecida por usar fantasias de monstros. Em entrevista à Rolling Stone EUA, o líder do Foo Fighters relembrou a fase pré-Nirvana nos anos 1980. (Via Consequence)

“O GWAR estava procurando um baterista. E conversei com o guitarrista deles, Dewey, sobre isso. E ele ficou tipo: 'É ótimo, e você pode desenhar sua própria fantasia.' Como baterista, você não quer algo que cubra totalmente seu rosto. Você quer que seus braços estejam livres. Então fiquei tipo: 'legal'.”

+++LEIA MAIS: Dave Grohl relembrará época do Nirvana e encontro com astros da música em livro de memórias

Grohl continuou: “Então comecei a desenhar essa coisa. Na época o GWAR era uma banda que atraía cerca de 700 pessoas, certo? O que é enorme. E então, quanto mais eu pensava sobre isso… 'Eu realmente vou convidar meu tio para me ver tocar quando há sangue falso e esperma disparando por todo o lugar?'”

Após o relato de Grohl ganhar repercussão, o GWAR se manifestou sobre o caso e brincou sobre ter uma versão diferente dos fatos. “Grohl lembra de tudo errado," disse Blothar, vocalista da banda, ao Heavy Consequence.

+++ LEIA MAIS: Qual é o ritual de Dave Grohl antes dos shows do Foo Fighters?

“Ele costumava andar pela pista com todos os outros jovens punks viciados em drogas. Isso foi antes dele perder todos os dentes. Nós o contratamos, ligamos de volta imediatamente e o despedimos. Ele ficou na banda por cerca de 7 minutos e meio. Ele estava nos segurando."

Em seguida, Blothar contou que, na verdade, Dewey (Flattus Maximus) entrou em contato com Grohl enquanto a banda agendava shows em Richmond, nos EUA. Os integrantes conheceram o baterista por meio das bandas Dain Bramage e Scream.

+++LEIA MAIS: John Joseph critica Dave Grohl por fazer shows apenas para vacinados; entenda

"Ele já era um dos maiores e mais violentos bateristas que eu já tinha visto. Ele ainda é," disse o artista. "Fiquei feliz [com o convite] porque tocava baixo na época e teria adorado tocar com ele. Pense bem, ele poderia ter trabalhado para caramba tocando bateria em um monstro de borracha todos esses anos.”