Deftones: Chino Moreno comenta negacionismo de Stephen Carpenter: 'Simplesmente não aguento'

Desde 2020, o guitarrista do Deftones Stephen Carpenter é criticado por comentários negacionistas — e Chino Moreno comentou sobre as polêmicas do colega de banda

Redação Publicado em 20/10/2021, às 12h56 - Atualizado às 14h01

None
Chino Moreno, do Deftones (Jason Oxenham/Getty Images)

Guitarrista do Deftones, Stephen Carpenter é alvo de diversas críticas devido a comentários em que defende terraplanismo e teorias conspiratórias sobre vacinas contra Covid-19. Chino Moreno, vocalista da banda, também deu a opinião sobre as declarações polêmicas do colega de banda.

Conforme explicou a NME, Carpenter participou do podcast Tin Foil Hat with Sam Tripoli em 2020, em que fez diversos comentários negacionistas. Moreno comentou sobre o colega de banda em participação em outro programa de áudio, o The Peer Pleasure.

+++LEIA MAIS: Atriz de Pantera Negra é criticada por postar vídeo anti-vacina e disseminar teorias da conspiração

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Deftones (@deftones)

 

Quando questionado sobre as opiniões do guitarrista, o vocalista Chino Moreno disse: "Estou surpreso que ele não seja mais um meme... Acho que pode haver alguns. Na verdade, foi difícil por um minuto, porque obviamente sou amigo dele desde os 10 anos. E ele nem sempre foi assim."

Segundo o músico, alguns fatores podem contribuir com as declarações do músico, como o uso de maconha. Contudo, Moreno afirmou que o comportamento online de Carpenter deve ser um dos principais motivos para as opiniões controversas do guitarrista:

Vou dizer que a maconha provavelmente tem um pouco a ver com suas conspirações e isso e aquilo e tudo, (...) Então [Carpenter] fica provavelmente sentado em casa, apenas olhando em quaisquer sites que ele olhe. Estar chapado provavelmente não ajuda

+++LEIA MAIS: Eric Clapton quebra juramento anti-vax e faz show com vacinação obrigatória; entenda

Chino Moreno também explicou que o colega de banda ainda é um grande amigo, e “quando estão juntos, é como se nem falássemos sobre isso”: “Tocamos música, rimos, nos divertimos muito tocando música. Ainda [somos] amigos do jeito que éramos quando crianças.”

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Fishman Music (@fishmanmusic)

 

Apesar do carinho pelo guitarrista, Moreno explica que é difícil quando a opinião negacionista do colega de banda vem à tona: “Não é como se eu não o tivesse ouvido sair pela tangente antes. Eu [o] escuto por dois minutos e então simplesmente não consigo, entende o que quero dizer? 'Porque ele simplesmente irá para a terra de ninguém."

+++LEIA MAIS: Detonautas debocha de fake news bolsonaristas em nova música didática; ouça 'Kit Gay'

O vocalista ainda afirmou que, apesar das “visões de mundo um pouco estranhas”, ainda “ama” Carpenter: "Ele é muito, muito sincero ... E ele é inteligente - o que é loucura - ele é muito amoroso. Provavelmente uma das pessoas mais generosas que já conheci em toda a minha vida. ”

Chino Moreno sobre ‘consequências’ da opinião

A reação aos comentários de Carpenter foram potencializadas nas redes sociais, e levou o guitarrista a declarar que “não queria ofender ninguém” com as declarações. Por isso, Chino Moreno explicou a importância de pensar as “consequências” da opinião:

+++LEIA MAIS: Parlamento Europeu critica ‘negacionismo’ e ‘necropolítica’ de Bolsonaro

Você pode ter a sua opinião, mas precisa saber a consequência depois de dizer. E a consequência provavelmente será um monte de gente falando m***. Às vezes é sobre guardar para si, você pode acreditar em qualquer coisa — estou dizendo para o bem dele. Não estou dizendo que ele tem que guardar para si porque não queremos ouvir. Só estou dizendo que se você não quiser ser ridicularizado às vezes, simplesmente não diga alguma m*** bizarra

Ainda, o vocalista disse acreditar que os comentários negacionistas do guitarrista Stephen Carpenter “não vieram de um lugar negativo”: “Ele está realmente preocupado com a sociedade.