Dossiê especial da Rolling Stone Brasil relembra 40 anos do rock nacional

Edição de colecionador percorre os caminhos do gênero brasileiro até o verão de 1982, considerado marco zero do rock nacional; dossiê chega às bancas nesta sexta (10)

Redação Publicado em 09/06/2022, às 16h51

Ney Matogrosso e Cazuza - expoentes de uma geração
Cristina Granato

O verão de 1982 é considerado o marco zero do rock nacional. Este período de efervescência cultural trouxe uma revolução nos (bons) costumes brasileiros, transformou o cenário musical da época e se estabeleceu como um manifesto puro daqueles e destes tempos. Para celebrar este marco, a Rolling Stone Brasillança, nesta sexta-feira (10), o Dossiê 40 Anos do Rock Nacional. Com 100 páginas, o especial já está disponível em bancas físicas e digitais.

Na edição, partimos do Festival Rock Brasil 40 Anos, mostra desta relevância, que trouxe aos palcos o calor de um Rio de Janeiro marcado pelo surgimento da casa de shows Circo Voador, pelo filme “Menino do Rio” e pela programação da Rádio Fluminense FM, que levou a nova música a novos ouvidos.

Dossiê 40 Anos de Rock Nacional (Reprodução)
Dossiê 40 Anos de Rock Nacional (Reprodução)

 

“Tinha uma ambição artística, mas por outro lado, um desprendimento muito grande. Duvido que qualquer outra época tenha sido mais legal do que o Rio de Janeiro do começo dos anos 1980. Era sensacional”, relembra o cantor Leo Jaime. E não demorou para essa “onda boa” rapidamente se espalhar pelo restante do país.

Somado ao olhar apurado do fotógrafo Marcos Hermes, que imortalizou vários dos artistas surgidos nestas últimas décadas – em um portfólio que você acompanha mas páginas a seguir –, o dossiê se debruça sobre aquele “verão do rock”. Mais que um tributo, trata-se de um documento imprescindível para a compreensão dos anseios e méritos daquela geração tão diversa e criativa.

Completando a edição especial, criamos uma lista definitiva com os 80 discos mais importantes produzidos pelo rock nacional na década de 1980, além de uma playlist com algumas das 250 músicas que marcaram época. É começar a ouvi-las para retornar imediatamente a aqueles bons tempos que se foram… e que continuam a fazer falta até hoje.