Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Erasmo Carlos enfrentou 'fundo do poço' na carreira por conta do vício

No podcast Fala Clê, Erasmo Carlos relembrou vício pesado em bebidas alcoólicas

Redação Publicado em 22/11/2022, às 15h53

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Erasmo Carlos (Foto: Carolina Vianna)
Erasmo Carlos (Foto: Carolina Vianna)

Com diversos hits e parcerias de peso, Erasmo Carlos revelou, durante participação no podcast Fala Clê no início de 2022, que enfrentou um grande "fundo do poço" na carreira por conta de um vício em bebidas alcoólicas. O cantor morreu aos 81 anos nesta terça, 22.

"Era o fundo do poço, o fundo do poço olhou para mim…eu tive várias fases da minha vida, altos e baixos," relembrou o artista no programa. "Acho que todo mundo tem, né? Aí a bebida foi prejudicial na minha vida, responsável até por várias fases dessas."

+++LEIA MAIS: Erasmo Carlos: famosos lamentam falecimento do cantor: "Nosso gigante Tremendão"

"Mas tive várias, tive umas três épocas muito pesadas, mas graças a Deus, bicho, elas foram embora. Parei [de beber] sozinho," continuou Erasmo Carlos no Fala Clê. "Não fumo, não bebo, sabe, então nunca mais tive problema nenhum."


Erasmo Carlos 'batalhou' para compor 'Meu Nome é Gal': 'Queria desabafar'

Um dos grandes nomes da música brasileira, Erasmo Carlos morreu aos 81 anos nesta terça, 22. Com uma carreira icônica, o músico não contribuiu apenas para a própria discografia, mas também compôs "Meu Nome é Gal," um dos maiores clássicos de Gal Costa, quem faleceu há poucas semanas, em 9 de novembro de 2022.

+++LEIA MAIS: Florence Pugh, a Yelena Belova da Marvel, dança ao som de Erasmo Carlos; assista

Durante entrevista no programa de TV Conversa com Bial, da TV Globo, Tremendão relembrou o pedido para compor a canção de Costa, enquanto sofria preconceitos sociais após ir para São Paulo - e usou a música como uma forma de "desabafo," como um escape.

"Surgiu o pedido de uma música para Gal e eu encaixei essas manifestações e reclamações que eu tinha, que eu queria desabafar. Então, eu desabafei tudo em 'Meu Nome é Gal.' Não precisa sobrenome / pois o amor que faz o homem," afirmou Erasmo Carlos.

+++LEIA MAIS: Erasmo Carlos: 6 músicas famosas na voz de outros cantores, de Gal Costa a Roberto Carlos [LISTA]