'Eventos super propagadores,' diz Neil Young sobre shows na pandemia

“Live Nation, AEG e os outros grandes promotores poderiam acabar com isso”, escreveu Neil Young sobre os shows durante a era da covid-19

Andy Greene, Rolling Stone EUA Publicado em 27/08/2021, às 15h29

None
Neil Young (Foto: Isabel Infantes/ AP)

Depois de sair do lineup Farm Aid no início do mês de agosto por causa da pandemia covid-19, Neil Young elaborou suas preocupações em um novo artigo, o qual acusa promotores de shows de valorizar os lucros em detrimento da segurança.

Garth Books e outros como ele foram responsáveis ​​e desistiram de fazer shows,” escreveu Young em um post no Neil Young Archives. “É um bom exemplo. Mas serão necessários grandes promotores e gestores /agentes para fazer a diferença."

+++ LEIA MAIS: Neil Young não se sente confortável para fazer shows por conta da Covid-19: ‘Não toco até estar seguro’

O músico continuou: "É tudo uma questão de dinheiro... Os grandes promotores, se tivessem consciência, poderiam parar esses shows. Sem isso, todo mundo continua como se tudo estivesse bem. Não está."

Live Nation e AEG exigem que os fãs apresentem provas de vacinação ou um teste recente e negativo de covid, mas Young sente que não é suficiente. “Live Nation, AEG e os outros grandes promotores poderiam acabar isso se simplesmente esquecessem de ganhar dinheiro por um tempo.”

+++ LEIA MAIS: Neil Young já debochou de Michael Jackson e David Bowie por venderem músicas para comerciais; entenda

Young completou: “Eles controlam grande parte do negócio de entretenimento. Eles têm o poder de interromper shows, nos quais milhares se reúnem e propagam. É o dinheiro que o mantém funcionando. Dinheiro que motiva a divulgação. Os grandes promotores são responsáveis ​​por super propagadores.”

Recentemente, artistas como Nine Inch Nails, Pixies, Stevie Nicks e BTS cancelaram os planos de turnê devido ao aumento de casos de covid estimulados pela variante delta, mas diversos grandes músicos - incluindo Dead and Company, Phish, Dave Matthews Band, Rolling Stones, Green Day e Genesis - continuam com as turnês deles.

+++ LEIA MAIS: Neil Young revira arquivos e anuncia mais três projetos inéditos

“As pessoas veem os shows anunciados e acham que não há problema em ir e se misturar”, escreveu Young. "Existem eventos super propagadores, irresponsáveis Freedom Fests. Precisamos que o Freedom esteja seguro. Não ser um exemplo ruim. Isso pode ser apenas o começo.”

Young não fez um show público desde o Farm Aid 2019 em East Troy, Wisconsin, Estados Unidos. Ele passou grande parte da pandemia preparando lançamentos de arquivos, mas recentemente gravou um novo disco com Crazy Horse, o qual espera lançar ainda este ano. Quando eles irão para a estrada para promover o álbum, é uma questão em aberto.

+++ LEIA MAIS: Neil Young vende metade dos direitos de discografia em acordo milionário


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!