Gene Simmons sentirá saudade dos palcos após o fim do Kiss?

Baixista e vocalista do Kiss, Gene Simmons falou sobre como se sente em relação ao futuro

Redação Publicado em 11/08/2021, às 15h41 - Atualizado às 15h44

None
Gene Simmons, Thommy Thayer e Paul Stanley (Foto:Sebastian Willnow/ Picture Alliance/ DPA/AP Images)

Na reta final da carreira, Gene Simmons refletiu sobre como se sentirá após o fim da banda Kiss, na qual atua como baixista e vocalista há quase 50 anos. Em coletiva de imprensa com a Rolling Stone Brasil, o músico promoveu o documentário Biography: Kisstorye confessou que não será fácil se despedir dos palcos.

"Claro. Uma vez que estivermos fora do palco, meu coração estará quebrado. No último show que vamos fazer, eu sei que vou chorar como garotas de 12 anos cujo coração foi partido," disse Simmons.

+++ LEIA MAIS: Gene Simmons repetiria show lendário do Kiss no Brasil 'todas as noites'; entenda

O astro do rock continuou: "Mas você tem que pensar sobre a jornada. E que jornada incrível foi para nós. Realmente não mudaria nada."

Para Simmons, "depois da banda, sempre há [outros] negócios." O músico não considera fazer shows no nível do Kiss, mas cogita se apresentar como artista solo e fazer outras atividades que o mantenham em movimento.

+++ LEIA MAIS: Gene Simmons não se importa se não vacinados pegarem covid-19 e morrerem

"Enquanto você estiver vivo, você tem que continuar escalando novas montanhas, tentando ter sucesso, porque assim que você parar, seu coração começará a morrer lentamente. Nunca pare enquanto você estiver vivo, continue se movimentando."

Kiss

Formada em 1973, a banda Kiss consquistou fãs ao redor do mundo com uma mistura de heavy metal, hard rock e glam metal. Após 20 discos de estúdio, separações e trocas de integrantes, o grupo de Nova York se prepara para turnê de despedida, End Of The Road World Tour.

+++ LEIA MAIS: Quais são os planos do Kiss para o futuro? Gene Simmons responde


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS