Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Iggy Pop fala sobre parceria com Taylor Hawkins em novo disco: "Ele fez uma tempestade"

Com lançamento previsto para 2023, o álbum 'Every Loser', de Iggy Pop, conta com a participação de Taylor Hawkins, falecido em março deste ano

Redação Publicado em 02/12/2022, às 19h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Iggy Pop em 2022 (Foto: Getty Images)
Iggy Pop em 2022 (Foto: Getty Images)

Um dos maiores nomes do punk internacional, Iggy Pop recentemente concedeu uma entrevista ao NME. Na ocasião, que virou capa da revista digital do título, o Padrinho do Punk falou tanto sobre seu próximo lançamento, o disco Every Loser, quanto sobre o atual momento de sua carreira.

Primeiro lançamento de Pop sob o selo da parceria entre a Atlantic e a Gold Tooth Records, Every Loser é produzido por Andrew Watt. Com lançamento previsto para 6 de janeiro de 2023, o disco surge alguns anos depois de Free, álbum lançado por Iggy em 2019.

+++LEIA MAIS: David Bowie: Foto rara da prisão do cantor em 1976 vai à leilão

Para acompanhar Pop na produção, então, Watt escolheu grandes nomes do rock, que assumiram diferentes posições em uma banda bastante afiada. O baterista Chad Smith, do Red Hot Chili Peppers, por exemplo, foi escalado junto do baixista Duff McKagan, doTaylor HawkinsGuns N' Roses.

Além dos artistas, também foram escalados Travis Barker, baterista do Blink 182, Stone Gossard, guitarrista do Pearl Jam, Josh Klinghoffer, ex-guitarrista do Red Hot Chili Peppers, e Eric Avery, do Jane's Addiction. A mais emocionante das participações, entretanto, foi a do ex-baterista do Foo Fighters, Taylor Hawkins, que faleceu em março deste ano, durante uma turnê da banda na Colômbia.

+++LEIA MAIS: Foo Fighters: Chris Shiflett critica especulações sobre morte de Taylor Hawkins: 'Detetives de Twitter'

“Eram todos os caras que eu conhecia quando estavam começando suas carreiras. Eles eram jovens o suficiente para serem meus filhos ou me conheceram quando eram crianças”, afirmou Pop. “Taylor Hawkins faz uma tempestade [na produção]. Tenho muita sorte de ter essa cor no disco.”

Grande nome do rock internacional, Hawkins participou das faixas “Comments” e “The Regency”. “Taylor veio com um estilo incrível. Fiquei muito triste ao ouvir sobre ele. Ele teve uma carreira maravilhosa fazendo o que queria fazer e, segundo todos os relatos, uma vida boa”, comentou Iggy.

+++LEIA MAIS: Rockin' 1000: Como morte de Taylor Hawkins impactou projeto? Criador responde 

Ainda durante a entrevista, Pop também comentou sobre como a música mudou desde que estreou no The Stooges quando tinha 20 anos. “A sociedade e a música em geral seguiram uma direção que tornou mais fácil para as pessoas perceberem as virtudes da música na qual estou envolvido”, explicou ele.

Segundo o músico, dois grandes sintomas dos avanços no mundo da música são a popularidade dos riffs simples do hip-hop e os recentes avanços tecnológicos nas produções. “[Toda essa mudança] realmente me surpreende. Sempre presumi que haveria um arco e que as coisas se acalmariam depois que eu chegasse aos 65”, finalizou Iggy Pop, ainda ao NME. “Esse não tem sido o caso.”

+++LEIA MAIS: Calendário Pirelli 2022: veja fotos de Iggy Pop, Normani e outros nomes da música