Iron Maiden: Fã da banda, diretora de escola no Canadá é acusada de 'satanismo' e quase perde emprego; entenda

Sharon Burns, diretora de uma escola no Canadá, foi alvo de uma petição para retirada do cargo por ser fã da banda Iron Maiden

Redação Publicado em 18/10/2021, às 12h21 - Atualizado às 12h27

None
Sharon Burns (à direita) com camisa do Iron Maiden (Foto: Reprodução/Instagram/BLTZ)

Uma escola pública no Canadá foi o centro de uma grande polêmica envolvendo o Iron Maiden. Um grupo de pais cristãos acusou Sharon Burns, diretora da instituição, de “satanismo” e fez uma petição para ela ser retirada do cargo: tudo isso por a profissional ser fã da banda britânica de heavy metal.

Conforme noticiado pelo Pop Line, Burns tem algumas fotos nas redes sociais com camisetas da banda, além de imagens de ida aos shows do Iron Maiden. Por isso, o grupo de pais criou a petição — e o documento contou com mais de 500 assinaturas de pessoas que apoiavam a retirada da diretora do cargo.

+++LEIA MAIS: Iron Maiden: Bruce Dickinson revela quais músicas gostaria de cantar ao vivo novamente

Na petição, o grupo de pais justifica o pedido pela iconografia “satânica” do grupo de heavy metal: “A nossa escola tem por base a inclusão, e mostrar abertamente símbolos satânicos numa rede social vai contra os princípios da maioria das famílias que representam a escola,” afirma o documento.

A história ganhou uma grande proporção no país, e outra petição foi criada a favor de SharonBurns. Atualmente, o documento tem mais de 12 mil assinaturas em defesa da diretora e contrárias ao posicionamento dos pais da escola que defendem a saída da profissional do cargo baseados em publicações nas redes sociais.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Iron Maiden (@ironmaiden)

 

+++ LEIA MAIS: Iron Maiden: Guitarrista Adrian Smith revela ‘coisa que a banda nunca fará’

Intitulado “Precisamos da Sra. Burns”, o documento a favor da diretora afirma: "É ridículo ver que alguns pais julgam o seu papel como diretora com base numa publicação do Instagram. Esta é uma escola pública, e não uma escola cristã. Se não gostam da diretora, inscrevam seus filhos em outra escola."

Apesar da mobiliação para tirar a diretora do cargo, o emprego de Sharon Burns foi mantido, conforme explicou um porta-voz da escola ao jornal National Post: "Burns ficou, como todos nós, bastante surpresa com como uma publicação no Instagram levou a duas petições e se tornou midiática. Acreditamos que o gosto musical é subjetivo, e apoiamos a ideia de que tanto alunos e professores apreciem uma variedade de gêneros."

+++LEIA MAIS: Todos os discos do Iron Maiden, do pior para o melhor, segundo votação organizada pela Kerrang


Iron Maiden: estado de saúde de Paul Di'Anno

Ex-vocalista da banda Iron Maiden, Paul Di'Anno está em cadeira de rodas há 6 anos e precisa realizar uma cirurgia de emergência no joelho, a qual não tem dinheiro para arcar. Segundo o perfil Cart & Horses, o estado de saúde do astro "está piorando".

Há alguns anos, Paul Di' Anno, atualmente com 62 anos, foi submetido a uma cirurgia para tratar um abscesso no pulmão. Mais tarde, teve problemas no joelho, que ele afirma ter quebrado. Em uma das operações para ajustar a fratura, contraiu sepse, infecção causada por uma bactéria — e a maior causa de morte nas UTIs.

+++ LEIA MAIS: Iron Maiden: Bruce Dickinson comenta novo disco: ‘Vai explodir mentes’

Desde então, o artista precisou pausar a carreira para dar atenção à saúde. Inclusive, fãs brasileiros do músico estão participando de campanhas para ajudar o ex-vocalista a conseguir dinheiro para realizar a necessária cirurgia.