Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

'Jeremy': vídeo mais controverso do Pearl Jam completa três décadas; relembre

Sucesso do primeiro álbum 'Ten', faixa sobre suicídio acabou ganhando dois vídeos, dando início a um episódio controverso que levaria o Pearl Jam a um hiato de seis anos sem videoclipes

Redação Publicado em 01/08/2022, às 18h37 - Atualizado em 12/07/2023, às 10h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
'Jeremy': vídeo lançado há 30 anos causou controvérsia aos então estreantes do Pearl Jam (Reprodução)
'Jeremy': vídeo lançado há 30 anos causou controvérsia aos então estreantes do Pearl Jam (Reprodução)

AVISO: A matéria abaixo inclui o relato de um caso real envolvendo suicídio. Caso seja sensível ao tema, clique aqui volte a nossa página inicial. 

Um hit com origem em uma uma tragédia e um clipe que definiu uma geração. Há três décadas, em 1º de agosto de 1992, o Pearl Jamestreava o vídeo oficial de 'Jeremy'. Escrita por Eddie Vedder em 1991, a música foi inspirada por uma nota de jornal sobre suicídio de um jovem no estado do Texas. Ela ganharia um clipe original ainda em 1991 - mas com o sucesso, veio a ideia de levar o registro visual um passo além, rendendo ao Pearl Jam diversos prêmios, e também sua primeira controvérsia.

A música

Em janeiro de 1991, Eddie Vedder preparava o que se tornaria um dos registros definitivos do grunge e da cena de Seattle. O disco Tenseria lançado em 27 de agosto daquele ano e já estava em finalização quando o vocalista se deparou com uma chamada de jornal noticiando a morte de Jeremy Wade Delle, de 15 anos - um sucídio, feito com uma arma em frente a colegas e a uma professora em plena sala de aula.

+++ LEIA MAIS: Eddie Vedder expulsa fã durante show do Pearl Jam por causar briga

"Veio de um pequeno parágrafo em um jornal, o que significa que você se mata e faz um grane sacrifício tentando obter vingança, mas que termina apenas como um pequeno parágrafo em um jornal", disse Vedder em uma entrevista sobre a faixa em 93.

"O mundo gira e você já era. A melhor vingança que você pode ter é viver e provar-se a si mesmo, ser mais forte que as outras pessoas".

Segundo o site Aventuras na História, a música não registrou posição na principal parada musical americana, a Billboard Hot 100, pois não foi lançada imediatamente como single comercial. Em vez disso, foi a primeira colocada em paradas internacionais, como no Reino Unido, Canadá, Austrália e mesmo no Brasil, chegando a ser indicada ao Grammy de Melhor Canção de Rock e Melhor Performance de Hard Rock.

O vídeo

A surpreendente reação crítica e comercial para 'Jeremy' foi o que acabou dando origem ao vídeo oficial. Inicialmente, o Pearl Jam havia gravado um vídeo original em 1991 (assista abaixo), em preto e branco, com direção do fotógrafo Chris Cuffaro - que precisou pagar o registro por conta própria após a recusa da gravadora Epic a bancar o material.

+++ LEIA MAIS: Pearl Jam cancela shows por problemas vocais de Eddie Vedder

A situação mudaria com o sucesso de 'Jeremy'. Desta vez, o diretor escolhido seria Mark Pellington, que à época já assinará clipes de bandas como Information Society e U2. Com alto orçamento, a produção gravou o vídeo em uma escola de Nova Jersey. No roteiro, imagens de jornal apareciam justapostas a versículos bíblicos, enquanto imagens da banda se alternavam à narração da história de um jovem perturbado, em meio a um divórcio litigioso de seus pais. Ao fim da narrativa, o adolescente, interpretado por um garoto de 12 anos chamado Trevor Wilson, sacaria uma arma cenográfica e levaria à boca, performando um suicídio.

Controvérsia

Dado o conteúdo demasiado gráfico, 'Jeremy' ganhou uma versão editada para a TV, em respeito às regras para veiculação que impediam o conteúdo sensível à época. No corte final, a tomada em que a arma era sacada foi cortada, mostrando apenas o olhar do garoto em direção aos colegas de classe. Essa decisão, porém, levava a uma interpretação ambígua da narrativa, já que na cena seguinte, os demais adolescentes da cena apareciam cobertos de sangue - deixando margem para um final com suicídio ou com homicídio.

Em 1997, Pellington comentaria o corte à Rolling Stoneamericana como a sua 'maior frustração':

"Provavelmente minha maior frustração é que o corte às vezes é mal interpretado como se ele atirasse em seus colegas. A ideia é que era seu sangue [espirrado] neles e eles estão petrificados com isso."

Recentemente, a mãe do jovem Jeremy da vida real também deu uma entrevista, revelando incômodo com a repercussão que a música deu à morte de seu filho. Segundo ela, 'aquele dia em que ele morreu não define sua vida'.

Essas controvérsias acabariam por fazer o Pearl Jam decidir por não gravar novos clipes por anos. Posteriormente, o grupo chegaria a ser seria acusado de influenciar um jovem atirador após um massacre em uma escola de Washington. Com esta bagagem, o hiato de vídeos do grupo seria interrompido apenas em 1998, com o clipe de 'Do The Evolution'.

Legado

'Jeremy' acabou sendo a principal vencedora no Video Music Awardsde 1993 com quatro prêmios no total. Na ocasião, Eddie Vedder convidou o jovem Trevor Wilson ao palco durante o agradecimento, dizendo: "Obrigado pessoal, esse é o Trevor, ele vive!". O vídeo ainda ganharia a 11ª posição no ranking do VH1 de Melhores Músicas nos anos 90.

Após o lançamento e o sucesso do vídeo, o protagonista Trevor Wilson teria se mudado de Nova York para Los Angeles, onde tentou a carreira no showbiz. A experiência, porém, acabou o decepcionando e ele voltou ao anonimato, dedicando-se a trabalhos da ONU em países em desenvolvimento. Em 2006, ele acabou se afogando enquanto nadava sozinho em Porto Rico e não resistiu. Ele tinha 36 anos.

Em 2020 'Jeremy' ganharia uma versão remasterizada em alta definição. O relançamento marcaria o Dia Nacional de Atenção à Violência Armada nos Estados Unidos. Neste vídeo, com o corte original, a cena completa contemplaria a tomada da arma e a intenção de suicídio retratada originalmente no vídeo. Abaixo, a versão completa e remasterizada de 'Jeremy':

.