Kanye West diz que Donda foi lançado sem autorização; entenda

Além de ser lançado sem autorização, disco teve a faixa 'Jail pt 2' bloqueada no lançamento

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 30/08/2021, às 08h56

None
Kanye West (Foto: Dimitrios Kambouris/Equipe)

Após diversos atrasos, Donda, décimo disco de estúdio de Kanye West, chegou nas plataformas digitais no último domingo, 29. No entanto, a chegada do LP veio com polêmica: em publicação no Instagram, o rapper afirmou como o álbum foi lançado sem autorização dele.

"[A gravadora] Universal soltou meu disco sem a minha aprovação e bloquearam 'Jail pt 2' de estar no álbum," revelou o artista na postagem. A música em questão conta com a participação de Marilyn Manson e Dababy, acusados de violência contra mulheres e homofobia, respectivamente.

+++LEIA MAIS: Kanye West recria casamento com Kim Kardashian em apresentação de Donda; veja

Feito em homenagem à mãe, Donda West, o álbum conta com 27 faixas e colaborações de diversos artistas, como The Weeknd, Jay-Z, Travis Scott, Kid Cudi, Pusha T e uma participação póstuma de Pop Smoke, morto em fevereiro de 2020 após assalto na casa dele em Los Angeles.

Nas redes sociais, diversos fãs se mostraram decepcionados com Kanye West por envolver Manson e Dababy em Donda. Um dos argumentos dizia como era contraditório ter duas pessoas com denúncias contra mulheres em um disco de homenagem à mãe. Veja o post do rapper abaixo:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por ye (@kanyewest)

+++LEIA MAIS: Por que Kanye West quase cortou colaboração com Chance The Rapper em 'Ultralight Beam'?


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!