Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Kanye West terá músicas removidas do Spotify? CEO responde

Daniel Ek, CEO do Spotify, condenou falas antissemitas de Kanye West

Redação Publicado em 26/10/2022, às 10h48

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kanye West (Foto: Kevork Djansezian / Getty Images)
Kanye West (Foto: Kevork Djansezian / Getty Images)

O CEO do Spotify, Daniel Ek, pronunciou-se sobre polêmicas envolvendo Kanye "Ye" West. Presidente de uma das maiores plataformas de streaming de música também respondeu questionamentos se música do rapper continuaria disponível ou não.

"É apenas a música dele, e a música não viola nossas políticas," Ek afirmou em entrevista a Reuters. "É decisão da gravadora dele, se querem tomar medidas ou não," completou, colocando a responsabilidade na Def Jam, antigo selo de Ye.

+++ LEIA MAIS: Elon Musk revela conversa com Kanye West após tuíte antissemita

A remoção aconteceria caso as faixas de West contivessem discurso de ódio, como falas antissemitas ou direcionadas a outras minorias. Se ele expressasse essas opiniões em um podcast, o conteúdo também seria removido, explicou Daniel.

A Def Jam enviou comunicado a Reuters reiterando: "Não há lugar para antissemitismo em nossa sociedade," mas não anunciou medidas sobre Kanye.

+++ LEIA MAIS: Adidas rompe com Kanye West após comentários antissemitas

Nas últimas semanas, West afirmou que George Floyd morreu por conta do opioide fentanil, disse não acreditar em antissemitismo e usou camisas com a frase "vidas brancas importam" - ironizando o movimento Black Lives Matter. As publicações do rapper renderam o bloqueio do Twitter e Instagram.