Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Luísa Sonza, Caetano Veloso, Sandra Sá e outros artistas gravam jingle em apoio a Lula

Divulgada no domingo, 23, a faixa é uma paródia de "Não quero Dinheiro", do Tim Maia, e ainda busca incentivar a votação no segundo turno

Redação Publicado em 24/10/2022, às 16h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Sandra Sá, Caetano Veloso e Luísa Sonza (Foto: Divulgação/ Youtube)
Sandra Sá, Caetano Veloso e Luísa Sonza (Foto: Divulgação/ Youtube)

Uma semana antes do segundo turno das eleições presidenciais, uma nova música em apoio ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chamou atenção de internautas nas redes sociais. Divulgada no domingo, 23, pela própria campanha do ex-presidente, a faixa é uma paródia de "Não quero Dinheiro", do Tim Maia, e conta com a voz de diversos artistas.

Compartilhada, por exemplo, pelo professor de sociologia e cientista político Emir Sader no Twitter, a canção visa mobilizar votos para as votações do próximo domingo, 30. Uma espécie de manifesto, a música foi interpretada por nomes como Sandra Sá, Caetano Veloso, Mart'nália e Luísa Sonza.

+++LEIA MAIS: Sonic Youth declara apoio a Lula e Haddad

"Vou pedir para você votar. Este ano vem votar também. Vou pedir para você lutar. Vou pedir para você Lular. Este ano vem votar com amor", pede a canção. No vídeo, ainda aparecem os políticos Alessandro Molon (PSB) e Manuela D’Ávila (PC do B), além do pastor e cantor gospel Kleber Lucas. Confira:

+++LEIA MAIS: Casimiro rebate fake news sobre eleição e tuíte atinge 1M de curtidas


Hino ao Inominável

Em setembro, um grupo de 30 artistas brasileiros e o Coletivo Bijari lançaram a música ‘“Hino” ao Inominável’. Com 13 minutos de duração, a faixa é um manifesto contra a candidatura de Jair Bolsonaro à reeleição. Com letra de Carlos Rennó e melodia de Chico Brown e Pedro Luís, a música conta com 202 versos que reúnem as declarações mais polêmicas de Bolsonaro. Passando por temas como racismo, machismo, ditadura, tortura e meio ambiente, o lançamento conta com um refrão que questiona: “Mas quem dirá que não é mais imaginável/Erguer de novo das ruínas o país?”.

+++LEIA MAIS: Bruno Gagliasso, Wagner Moura e 28 artistas lançam música contra Jair Bolsonaro