Luísa Sonza relembra trajetória e celebra conquistas de Doce 22: 'Estou em um momento muito de gratidão' [ENTREVISTA]

Voz empoderada do pop, Luísa Sonza falou sobre as mudanças pessoais e profissionais que o disco Doce 22 (2021) proporcionou

Redação Publicado em 27/10/2021, às 12h23

None
Luísa Sonza na capa do disco Doce 22 (Foto: Divulgação)

Luísa Sonza aproveita a repercussão positiva do disco Doce 22 (2021) após viver períodos de alta exposição na mídia e nas redes sociais, nos quais enfrentou críticas e haters. Em entrevista à Rolling Stone Brasil, a cantora relembrou a trajetória dela e celebrou as conquistas do último projeto musical.

"Pela primeira vez, estava me expondo por mim mesma e não pelos outros," explicou Sonza. "Talvez, era a primeira vez da Luísa sendo exposta, porque foi tudo muito deturpado desde o começo da minha carreira."

+++ LEIA MAIS: Luísa Sonza e a busca pelo sentido dos 20 e poucos anos [ENTREVISTA]

Muito antes do lançamento de Doce 22, Sonza começou a trabalhar com música e acumulou a experiência necessária para, hoje, direcionar a carreira de cantora pop com a mesma dedicação.

"Trabalhei 10 anos em banda. Produzi, fiz DVD, fiz tudo," contou a artista. "Me considero formada. Fazia 21, 20, 26 shows por mês. Eu não era menos artista ou sou mais artista porque agora atinjo um público maior."

+++ LEIA MAIS: Ousada, orgulhosa e independente: Pabllo Vittar quer mostrar seu Brasil para o mundo [ENTREVISTA]

Para a cantora, Doce 22 não trouxe apenas vitórias, mas algumas inseguranças também. "Dá uma pressão. Estou me acostumando com o novo, que é bom. [Mas] dá aquele medo: E se a galera parar de me amar? Será que agora vou ser chata? Será que não vou ser mais legal? Será que eu não vou ser merecedora?"

Apesar disso, Sonza aproveita o momento de sucesso e exala gratidão. "Estou em um momento de muita gratidão. Aquela glória, assim: 'Que legal. Eu consegui.' Estou sendo muito grata pelas pessoas, meus fãs, por ter atingido um público, por ter conseguido me entregar como artista."

+++ LEIA MAIS: Os amores, assombros e o amadurecimento de Duda Beat [ENTREVISTA]