Marilyn Manson tinha ‘cela de tortura’ no apartamento, segundo depoimentos

Uma investigação reuniu diversos depoimentos que relatam uma rotina de abusos e violências de Marilyn Manson, quem teria uma "cela de tortura" no próprio apartamento

Redação Publicado em 16/11/2021, às 10h34 - Atualizado em 19/11/2021, às 16h49

None
Marilyn Manson (Foto: Frazer Harrison/Getty Images)

Marilyn Manson é uma figura controversa e centro de mais de 15 acusações de abuso sexual. A Rolling Stone EUA e o Los Angeles Times fizeram uma investigação e ouviram testemunhas para apurar a rotina de violência e abusos do cantor — que, aparentemente, tinha uma “cela da tortura” no próprio apartamento.

Em depoimento à edição norte-americana da Rolling Stone, Ashley Walters, ex-funcionária do artista, relatou como Marilyn Manson utilizava uma cela de vidro no apartamento como um local de tortura. Ashley Morgan Smithline, Evan Rachel Wood e a modelo Sarah McNeilly, ex-namoradas do cantor, também comentaram sobre o local.

+++LEIA MAIS: Marilyn Manson responde críticas após participação em culto religioso: 'Ninguém tem nada a ver'

Segundo os depoimentos, a cela à prova de som era toda envidraçada e ficava no canto de uma sala no apartamento de Manson em West Hollywood, na Califórnia. O artista prendia as mulheres lá durante horas após as vítimas fazerem algo que não o agradasse — e o cantor se referia ao local, inclusive publicamente, como o “quarto das meninas más”.

Walters comentou sobre a experiência na cela: “Primeiro ele fazia soar como algo legal. Depois, usava como uma forma de punição. Mesmo que gritasse, ninguém podia me ouvir. Você lutava e ele gostava dessa reação. Aprendi a não lutar, porque isso dava a ele o que ele queria. Então acabava indo para algum outro lugar dentro da minha cabeça”.

+++LEIA MAIS: Marilyn Manson disse para Phoebe Bridgers que tinha um 'quarto de estupro'

Conforme relembrou Walters, Manson falou publicamente sobre a cela de vidro em anos anteriores. Em entrevista em 2012, o artista comentou em tom de brincadeira: “Se alguém se portar mal, posso prendê-la ali [na cela], que é à prova de som.”

Ex-namorada de Manson, Sarah McNeilly, disse à reportagem que foi presa na cela de vidro como castigo após falar sobre um ex-namorado: “Foi absolutamente assustador, porque ali a máscara caiu e foi possível ver o que ele era capaz [de fazer]”. Apesar das diversas acusações na justiça e dos depoimentos relatando a rotina de violência, o artista e seus advogados negam os crimes.

+++LEIA MAIS: Polêmico Marilyn Manson: porque foi preso, porque foi solto, e do que é acusado? Tudo sobre acusações sexuais e de agressão

Acusações de abuso sexual contra Marilyn Manson

Ashley Walters, ex-assistente de Manson, apresentou em junho um processo contra ele, alegando vários crimes - incluindo agressão sexual, importunação sexual, assédio sexual e estresse emocional aplicado intencionalmente, além de outras acusações. 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Marilyn Manson (@marilynmanson)

Além dela, mais de uma dúzia de mulheres acusaram Marilyn Manson de abuso sexual; ela foi a segunda a entrar com processo - Esmé Bianco, de Game of Thrones, abriu a papelada em maio. Pelo Instagram, Manson negou tudo. Em declaração, chamou as acusações de "distorções horríveis da realidade [...]"

+++LEIA MAIS: Marilyn Manson contrata equipe de segurança após acusações de abuso