Rolling Stone Brasil
Busca
Facebook Rolling Stone BrasilTwitter Rolling Stone BrasilInstagram Rolling Stone BrasilSpotify Rolling Stone BrasilYoutube Rolling Stone BrasilTiktok Rolling Stone Brasil
Música / ENTREVISTA

Marina Sena sobre sucessor de Vício Inerente: "O peso de ser adulta bateu"

Em entrevista à Rolling Stone Brasil, a cantora afirmou que considera o seu próximo álbum "mais maduro" e também o seu melhor até hoje

Marina Sena sobre sucessor de Vício Inerente: "O peso de ser adulta bateu" (Foto: Divulgação)
Marina Sena sobre sucessor de Vício Inerente: "O peso de ser adulta bateu" (Foto: Divulgação)

Celebrando um ano do lançamento de seu segundo álbum, Vício InerenteMarina Senaadiantou, em entrevista à Rolling Stone Brasil, que o seu próximo álbum - ainda sem título ou previsão de estreia - deve ser muito mais maduro do que os anteriores. "Arrisco dizer que é o meu melhor álbum até agora", acrescentou a mineira de 27 anos.

Nova reviravolta

Segundo Marina Sena - que conversou com a Rolling Stone Brasil no Festival Coolritiba, que acontece neste sábado (18) na Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba (PR) -, o novo disco deve promover uma reviravolta semelhante à da transição sonora entre o seu primeiro álbum, De Primeira(2021), e o segundo, lançado em 2023:

"Eu mostrei para um amigo meu, que conheceu o momento do Vício Inerente, e ele ainda não sabia o que eu ia fazer. Aí eu mostrei e ele falou: 'meu Deus, você é uma artista muito louca!', porque realmente é uma coisa nada a ver com o Vício Inerente", explicou a artista.

"É como se eu tivesse virado adulta"

Marina ainda definiu o novo álbum como "mais maduro". "Acho que se assemelha um pouco ao De Primeira, mas nem tanto também, porque é bem mais maduro, é um jeito de compor muito mais maduro", acrescentou.

"É como se eu tivesse virado adulta mesmo. Realmente, o peso de ser adulta bateu, mas com muita leveza também. É bem diferente do Vício Inerente. É como se eu, novamente, fizesse uma reviravolta. Eu arrisco dizer que é o meu melhor álbum até agora", completou Marina.