Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

McFly não quer ser chamado de 'boy band' - mas por quê?

McFly está prestes a embarcar em sua fase mais eclética, mas eles ainda estão preocupados com as velhas opiniões do público sobre a banda

Redação Publicado em 04/05/2023, às 13h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
McFly (Foto: Haris Nukem)
McFly (Foto: Haris Nukem)

Prestes a iniciarem a fase mais eclética do McFly, HarryJudd (bateria), Tom Fletcher (vocal e guitarra), Danny Jones (vocal e guitarra) e Dougie Poynter (baixo) ainda tem suas críticas quando são chamados de "boyband". Os integrantes do McFly esclareceram as velhas opiniões sobre a banda em entrevista ao iNews

Desde o começo, o McFly foi definitivamente um grande sucesso: sete singles número um, dois álbuns número um, dezenas de prêmios, milhões de vendas. Eles andavam, falavam e se comportavam como uma "boyband", mas tocavam seus próprios instrumentos e escreviam suas próprias canções. 

+++ McFly: Nostalgia e encontro de gerações marcam estreia da turnê brasileira em São Paulo

O cantor e guitarrista Tom Fletcher explicou que a banda conquistou o coração "da mesma forma que de ícones" como The Beatles, Blink-182, Green Day, Weezer, "mas se você dissesse a palavra 'boy band', eu não acho que o McFly seria necessariamente a primeira banda que vem à sua cabeça."

Dito isso, Fletcher acrescentou: "Mas nunca ficamos frustrados em olhar para a multidão e ver adolescentes. Isso nunca foi um problema para nós." Ainda assim, o termo pode ser desconfortável. “Fico frustrado com isso”, diz Jones.

+++ LEIA MAIS: Fenômeno do pop punk, McFly volta ao Brasil para a primeira turnê desde a pausa para 'vida adulta': 'Será insano' [ENTREVISTA]

Considerando que os grandes sucessos do McFly são canções pop, os integrantes revelaram a necessidade 'forçada' de seguir no gênero, mas no auge dos 30 anos, FletcherPoynterJudd Jones consideraram 'apenas o f*da-se' para o oitavo disco, Power to Play (2023), que deve estrear em todas as plataformas de áudio em 9 de junho.

“Agora e para sempre, não nos vejo como uma boy band”, diz Judd. “McFly é uma banda pop-rock. É sempre pop-rock.”