Metallica doa US$ 500 mil para refugiados ucranianos

Banda Metallica está trabalhando com a World Central Kitchen para arrecadar fundos para Ucrânia

Redação Publicado em 04/04/2022, às 15h57

None
Robert Trujillo, James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett, do Metallica (Foto: Frazer Harrison/Getty Images)

Metallica anunciou a doação de US$ 500 mil para o World Central Kitchen, organização sem fins lucrativos que serve refeições para refugiados da Ucrânia. De acordo com a Billboard, as doações aconteceram a partir da própria fundação da banda, All Within My Hands.

Metallica havia doado o valor de US$ 100.000 anteriormente e o objetivo do grupo é arrecadar US$ 1 milhão World Central Kitchen durante o “Mês de Doação” – que este ano foi estendido para dois meses. Além disso, a banda está vendendo produtos exclusivos no site oficial, cuja todos os fundos serão destinados à Ucrânia.

+++ LEIA MAIS: Metallica: Jason Newsted tocaria novamente com a banda se fosse convidado; entenda

Além disso, a fundação do Metallica dobrará todas as doações feitas através do site oficial do grupo a partir de agora para atingir a meta de US$ 1 milhão. “A World Central Kitchen agradece o apoio e a crença do Metallica e da All Within My Hands em nossa missão,” disse Nate Mook, CEO da World Central Kitchen.

Mook completou: “Eles compartilham nossa crença de que um prato de comida é mais do que apenas nutrição; é esperança e um sinal de que alguém se importa. O apoio deles nos permitirá continuar a fornecer refeições frescas e reconfortantes aos ucranianos que fogem de suas casas, bem como aos que permanecem no país.”

+++ LEIA MAIS: Metallica lança curso online para ensinar como montar banda; entenda

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Metallica (@metallica)

 

A crise da Rússia e Ucrânia

Vladimir Putin, presidente da Rússia, ordenou um ataque à Ucrânia em 24 de fevereiro, contrariando esforços diplomáticos de resolução de conflito. Os motivos foram diversos, e passam de expansão da influência de Putin a movimentos separatistas na Ucrânia - assim como anexação de território do país gigante e a aproximação de influências do Ocidente.

+++ LEIA MAIS: Ashton Kutcher e Mila Kunis querem doar R$ 151 milhões para Ucrânia: ‘Orgulho de ser ucraniana’

Desde o início do conflito, milhares de ucranianos buscam abrigo em países vizinhos. A Rússia reafirma que não vai atacar territórios civis, mas há relatos de mísseis em cidades, além dos efeitos de ricochete em interceptações aéreas.