Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / 10 anos depois

Mike Posner afirma que não se identifica mais com 'I Took a Pill in Ibiza'

Posner comemorou 36 anos e comparou letra de 'I Took a Pill in Ibiza' com sua vida atual

Redação Publicado em 15/02/2024, às 10h28

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Mike Posner (Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images )
Mike Posner (Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images )

Mike Posner comemorou o aniversário de 36 anos relembrando um de seus maiores sucessos, "I Took a Pill in Ibiza", que completou uma década. O artista afirmou em publicação no Instagram que está orgulhoso do homem que se tornou e que não se identifica mais com a letra que escreveu.

No meu aniversário de 26 anos, eu escrevi 'I Took a Pill in Ibiza'... Há dez anos. A música se tornou popular muitos anos depois que eu a escrevi. Ontem, celebrei meu aniversário de 36 anos. Sinto-me orgulhoso por olhar a letra da música e saber que NADA daquilo continua sendo verdade. Eu cresci e virei um novo homem... Um do qual me orgulho.

Posner comparou trechos da música com as mudanças que viveu. Ele começa a faixa dizendo que tomou uma pílula em Ibiza para que Avicii o achasse legal, mas, agora, o cantor garantiu que se ama e não faz mais "coisas que machucam" seu corpo para "tentar fazer com que as pessoas" gostem dele.

Em seguida, na letra da música, Posner se gaba por ganhar "milhões de dólares" e gastar seu dinheiro com "garotas e sapatos". Ele confessou que doou grande parte de sua coleção de tênis e não precisa "provar nada para ninguém além de Deus".

Mike, então, fala sobre não deixar de usar drogas para não ficar sozinho. Diferente desses versos, ele revelou que construiu uma comunidade nos últimos anos e que investiu no relacionamento com a mãe e a irmã.

"Você não vai querer ficar preso naquele palco, cantando / Preso no palco, cantando / Tudo que sei são canções tristes, canções tristes", segue a música. Posner, porém, argumentou que "está feliz como nunca esteve na vida".

Refutando o próprio verso em que diz "Eu sou apenas um cantor que já teve sua chance", o artista disse que atravessou a América e escalou o Everest, tornando-se "inspirador para" ele mesmo.

Posner continua a canção dizendo que não consegue manter um relacionamento amoroso: "A verdade é que não consigo me abrir". Com a ajuda de terapeutas, ele superou o "medo de intimidade" e reconheceu "antigos padrões", o que o levou a iniciar "o relacionamento mais bonito que já" teve.

"Tudo que sei são canções tristes, canções tristes", reforça na letra. "Eu também conheço músicas de redenção, de liberdade, de fé, e devoção", escreveu no post no Instagram.

"Eu amo vocês. Se você está passando por algumas merdas agora, continue. Você não tem ideia de como sua vida pode ser boa daqui 10 anos", completou Posner.