Nara Leão: Série documental faz homenagem aos 80 anos da cantora; conheça

A série documental O Canto Livre de Nara Leão homenageia a cantora, que completaria 80 anos em 19 de janeiro de 2022

Redação Publicado em 10/01/2022, às 10h17

None
Nara Leão (Foto: Reprodução)

Uma das fundadoras da Bossa Nova e MPB, Nara Leão é um ícone da música — e, em 19 de janeiro de 2022, a cantora completaria 80 anos de vida. Para celebrar e homenagear a artista, a série documental O Canto Livre de Nara Leão estreou no Globoplay na sexta, 7 de janeiro.

Conforme lembrou o site G1, Nara Leão é uma das grandes artistas do século XX, lembrada pelo talento e a voz, assim como pelo posicionamento diante de assuntos do país, como a ditadora militar. Assim, a série busca dar maior reconhecimento à artista, chamada durante muito tempo de “musa da Bossa Nova”.

+++LEIA MAIS: 80 anos de Sérgio Mendes, a mente por trás da versão bossa nova do hit ‘Mas que Nada’

Com cinco episódios, a produção tem depoimentos de diversas pessoas, inclusive de Nara Leão, Chico Buarque, Roberto Menescal, Paulinho da Viola, Maria Bethânia, Edu Lobo, Dori Caymmi, Marieta Severo, Fagner e outros.

Segundo informações da Vogue, a série documental apresenta uma grande pesquisa com imagens, fotos e arquivos ainda inéditos ao público, como a primeira apresentação de Nara e registros de acervo pessoal. O Canto Livre de Nara Leão é produzida pelo Conversa.doc, núcleo de documentários do programa Conversa com Bial.

+++LEIA MAIS: Revolucionário, João Gilberto transformou o DNA musical brasileiro [ANÁLISE]

Além de oferecer um retrato da icônica Nara Leão, a série apresenta o contexto em que a cantora se tornou um ícone de diversas gerações, confrontando a ditadura civil-militar e tornado-se uma grande (e inspiradora) figura feminina na música brasileira.

Diretor Renato Terra fala sobre a série

O diretor da série é Renato Terra, quem falou ao Fantástico sobre a produção: "Nara é uma das grandes artistas do século 20 no Brasil, ao lado da Bethânia, da Elis Regina, da Elza Soares. E eu acho que ela ainda não tem esse reconhecimento que ela precisava ter."

+++LEIA MAIS: Jorge Vercillo questiona o presente, a existência humana e o artista no streaming: 'O mundo decidiu que agora a música é de graça' [ENTREVISTA]