Nirvana: O que Corey Taylor, do Slipknot, acha de Nevermind?

Icônico disco do Nirvana, Nevermind completa 30 anos em 24 de setembro - e Corey Taylor, do Slipknot, contou o que acha do álbum

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 23/09/2021, às 19h42

None
Corey Taylor (Foto: Divulgação) e Capa de Nevermind (Foto: Divulgação)

Lendário disco do Nirvana, Nevermind (1991) mudou o rumo da história da música e completa 30 anos em 24 de setembro deste ano. Após três décadas do lançamento, Corey Taylor, vocalista do Slipknot, refletiu sobre a importância do álbum no cenário musical e contou o que acha do disco. 

Em entrevista ao Consequence Sound, o músico explicou como conheceu a banda antes do lançamento do disco, em 1991. Ao ouvir o álbum, Taylor foi muito influenciado e acredita que Nevermind foi responsável por criar diversos gêneros musicais diferentes. 

+++ LEIA MAIS: Nirvana: Nevermind será relançado com 94 faixas de áudio e vídeo - 70 são inéditas

“Ouvi algumas cópias dubladas de alguns dos Sub Pop que eles lançaram, então estava ciente do Nirvana antes de eles detonarem sua bomba nuclear. Não era tão barulhento quanto Bleach (1989), mas as músicas eram tão refinadas…” Relembrou o vocalista. 

Taylor ainda acrescentou: “A primeira vez que ganhei [o álbum], devo tê-lo gasto por seis meses. Literalmente sentei e aprendi como tocar todas as músicas no violão. Aprendi a cantar todas as canções daquele maldito disco.”

+++ LEIA MAIS: Nirvana: Por que John Frusciante, do Red Hot Chili Peppers, não é fã de Nevermind?

Para finalizar, Taylor resumiu sua opinião sobre Nevermind: “Um dos melhores álbuns de hard-punk-fusion-pop de todos os tempos.” 

Quando lançado, Nevermindvendeu mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo e foi certificado como diamante pela RIAA por vendas superiores a 10 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos. 

+++ LEIA MAIS:  Nirvana: Dave Grohl relembra gravação de 'Smells Like Teen Spirit': 'Ninguém prestou muita atenção'