Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Cowboy Carter

Novo álbum de Beyoncé vem com menos faixas na versão física e gera teorias

As versões físicas de 'Cowboy Carter', novo disco de Beyoncé, foram entregues aos fãs com menos músicas que chegaram às plataformas de streaming

Redação Publicado em 01/04/2024, às 12h38

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
'Cowboy Carter', de Beyoncé
'Cowboy Carter', de Beyoncé

Fãs de Beyoncé foram surpreendidos pela ausência de faixas do novo disco da cantora no CD e no vinil. “Spaghettii,” “Flamenco,” “The Linda Martell Show,” “Ya Ya” e “Oh Louisiana" estão de fora do LP, enquanto "Flamenco" foi adicionada na versão em CD, mas as demais músicas citadas também foram excluídas. Os compradores foram informados que o CD traria uma música bônus, a qual se especula que seja justamente "Flamenco".

Aqueles que fizeram reclamações formais ao vendedor do produto receberam uma resposta automática dizendo que o sistema está "tendo um número maior que o usual de e-mails". 

Alguns fãs acreditam que o prazo para que Beyoncé desse a palavra final sobre as versões físicas do Cowboy Carter foi mais curto que o relacionado ao lançamento nas plataformas de streaming. Ou seja, CDs e vinis começaram a ser produzidos antes que a tracklist fosse decidida ou inteiramente gravada. Não seria a primeira vez que isso acontece: o vinil de Pink Friday 2 (2023), de Nicki Minaj, chegou às prateleiras com apenas dez faixas, frente às 22 na versão online; o fandom de Ariana Grande sentiu falta de alguns vocais em "Supernatural", canção do disco Eternal Sunshine (2024).

No entanto, a teoria tem uma lacuna. Artistas que contribuíram em "II Most Wanted", um dueto com Miley Cyrus, afirmaram que estavam trabalhando na música em fevereiro. A faixa é a mesma na versão digital e na versão física.

Ainda assim, fãs enxergaram outras pistas que supostamente apontam que Beyoncé continuou fazendo mudanças no álbum mesmo depois dos CDs e dos LPs começarem a ser produzidos.

LP de 'Cowboy Carter' (Foto: Reprodução)
CD de 'Cowboy Carter' (Foto: Reprodução)

Parte do público acredita que o disco deveria se chamar "Beyincé", fazendo referência à sua linhagem e aos erros de grafia de nomes que acontecem nos cartórios. No CD e na edição limitada do vinil, lê-se "Act II — Beyincé — Beyoncé" na lombada. As capas também mostram uma foto da cantora usando uma faixa com "Beyincé" bordado. A única menção a "Cowboy Carter" está em um adesivo colado sobre a embalagem do produto.