Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Metallica: Novo single é 'música de velho', diz famoso guitarrista youtuber

Segundo guitarrista Ola Englund, 'Lux Æterna' é 'ok' enquanto canção e reflete banda que 'envelhece'

Igor Miranda (@igormirandasite) Publicado em 02/01/2023, às 18h52 - Atualizado em 05/01/2023, às 11h10

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Metallica (Foto: Divulgação)
Metallica (Foto: Divulgação)

O Metallica agradou a maioria dos fãs com “Lux Æterna”, primeiro single de seu próximo álbum, 72 Seasons. A música dialoga diretamente com as raízes thrash metal da banda, além de ter uma construção rítmica e melódica que remetem à NWOBHM (New Wave of British Heavy Metal) que tanto influenciou os integrantes no começo de suas carreiras.

Porém, Ola Englund não parece ter sido tão convencido pela canção. Com mais de 770 mil inscritos em seu canal no YouTube, o guitarrista e influenciador digital surpreendeu ao opinar sobre o single dizendo que se trata de “música de velho”.

Ola Englund (Reprodução)
Ola Englund (Foto: Reprodução)

+++LEIA MAIS: Fortnite inclui 'Master Of Puppets' do Metallica no game; assista

Conforme transcrição da Guitar Magazine, o instrumentista sueco disse que a produção da faixa - assinada por Greg Fidelman em parceria com os integrantes James Hetfield (voz/guitarra) e Lars Ulrich (bateria) é “ótima”, mas que a música em si é “ok”. Para ele, a composição soa como uma banda que está “envelhecendo”.

“É uma boa música. Quanto mais eu ouço, mais eu gosto, obviamente. Mas é um tipo de música muito rockabilly, para se ouvir enquanto se dirige um carro. Para mim, soa como o Metallica envelhecendo. Eles soam velhos. Há um pouco de Motörhead e talvez até uma vibe Megadeth no riff ali. Mas é música de gente velha. Tudo bem, ainda é agradável até certo ponto.”

+++LEIA MAIS: Metallica faz performance acústica e surpreende público; assista

A bateria de Lars Ulrich em “Lux Æterna”

Outro tópico abordado por Ola Englund no vídeo faz referência direta a uma polêmica envolvendo “Lux Æterna”. Quando o single foi disponibilizado, no fim de 2022, alguns fãs criticaram a gravação da bateria de Lars Ulrich por, incrivelmente, soar “precisa demais” - o que gerou suspeitas de que não seria ele tocando ou que algum programa de computador teria feito seu trabalho.

Porém, o guitarrista sueco não acredita que o baterista dinamarquês tenha “trapaceado” de qualquer forma. “Há muito pedal duplo no começo da música e Lars não é exatamente conhecido por dominar o pedal duplo. Hoje ele talvez não esteja vivendo seu auge, mas na música em si é muito f#da. Talvez ele tenha praticado, as pessoas podem melhorar.”

+++LEIA MAIS: A melhor música do Metallica na opinião de Lars Ulrich

O vídeo em que Englund analisa a nova música do Metallica pode ser conferido abaixo, em inglês e sem legendas em português.

Metallica e o novo álbum 72 Seasons

72 Seasons, próximo álbum do grupo, será lançado dia 14 de abril. A banda passará os anos de 2023 e 2024 o divulgando com uma turnê chamada M72, que traz sempre dois shows em uma mesma cidade com um espaço de 72 horas. Cada apresentação terá um repertório diferente e alterações até nas atrações de abertura.

+++LEIA MAIS: Metallica: 'Enter Sandman' é primeira faixa de metal a atingir 1 bilhão de plays no Spotify