Olivia Rodrigo desabafa: 'Lançar música na era das redes sociais pode ser realmente assustador'

A cantora de 18 anos teve um sucesso meteórico com o disco de estreia, Sour. Agora, Olivia Rodrigo desabafa sobre a pressão

Redação Publicado em 13/10/2021, às 12h08

None
Olivia Rodrigo (Foto: Amy Sussman/Getty Images)

Olivia Rodrigo e Alanis Morissette são as responsáveis por estampar a capa da Rolling Stone EUA na série Musicians on Musicians. As duas contam com semelhanças nas carreiras; enquanto a primeira teve uma ascensão meteórica desde o lançamento de "drivers license," em janeiro, a segunda foi um grande fenômeno dos anos 1990, via Pop Line.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Rolling Stone (@rollingstone)

 

Ao longo da entrevista, as artistas discutiram uma série de questões sobre carreira, incluindo a pressão que vem com o sucesso. Na ocasião, Rodrigo lembrou que Morissette foi uma inspiração para ela: "Lembro de ter ficado impressionada quando tinha 13 anos. Eu estava no carro com meus pais ouvindo o disco Jagged Little Pill. Lembro-me de ouvir 'Perfect' e pensar: 'Meu Deus'. Disse ao meu professor de música alguns dias depois: 'Será que consigo escrever músicas assim?' Eu apenas olhei para a música e a composição de uma maneira completamente diferente."

+++ LEIA MAIS: Adam Levine comenta polêmica de Olivia Rodrigo e Paramore: 'Deviam ter compaixão'

Sobre composição, um ponto em que as duas identificam-se bastante, a cantora de 18 anos comentou: "Tento escrever todos os dias. Eu sou da mesma forma: escrevo exclusivamente para mim. Acho que se tentasse sentar ao piano e ficar tipo: 'Vou escrever uma música que todos gostem e que ressoe com as pessoas,' nunca fica bom."

Ela continuou: "Tenho tentado lançar músicas e perceber que não são mais minhas. Eu não posso te dizer quantas músicas eu escutei e fiquei tipo, 'Oh, meu Deus, aquele artista escreveu totalmente para mim e para minha situação,' e eles nunca fazem isso realmente."

+++LEIA MAIS: Olivia Rodrigo responde críticas sobre Sour: 'Nada na música é sempre novo'

Junto do sucesso, as artistas precisaram encarar críticas e pressão. Segundo Alanis contou: "Havia muito bullying e ciúme, e muitas pessoas que eu adorei por toda a minha vida sendo garotas malvadas." Olivia Rodrigo concordou.

Alanis Morissette explicou: "Por volta dos 22 anos, parei de ler tudo porque não era realmente relevante para o meu crescimento e evolução pessoal. Eu tinha muitas pessoas ao meu redor que apontavam os pontos cegos, quer eu quisesse ou não. E eu adoro terapia, então sempre tive uma enorme equipe de terapeutas. Mas no final do dia tornou-se 'estou me sentindo muito vista'."

+++LEIA MAIS: Olivia Rodrigo desabafa sobre saúde mental: 'Outro aspecto da vida que você precisa aprender como lidar'

A jovem artista contou em sequência: "Tive uma experiência muito parecida. Lançar música na era das redes sociais pode ser realmente assustador, e acho que as pessoas consideram as mulheres jovens um padrão incrivelmente irreal. Segui o mesmo caminho que você e simplesmente não olhei para isso." Olivia Rodrigo continuou: 

Não acho que alguém deva olhar para essas coisas. Não acho que nós, como seres humanos, devemos saber o que milhares de pessoas pensam sobre o que vestimos ou o que dizemos ou como falamos. Acho que ter essa separação é muito importante – perceber que essa não é a vida real, sabe o que quero dizer? Esse mundo que é criado online, é apenas uma faceta desta grande existência humana.

Após o sucesso grandioso do disco de estreia da carreira, Sour, Olivia Rodrigo revelou que se sente pressionada para o próximo álbum, pedindo um conselho para a colega de profissão, Alanis Morissette.

"Depois de Jagged Little Pill, em todos os lugares que eu ia, todos os supermercados sempre perguntavam: 'Quando sai seu próximo álbum? Eu também odeio homens.' Eu não queria escrever imediatamente. Há muita pressão para ser criativa. Para mim, trata-se de fotografias do que está acontecendo em sua vida agora – incluindo essa pressão," explicou para a jovem artista. 

+++LEIA MAIS: Olivia Rodrigo ecoa dores de romances trágicos e desfruta da estética do bedroom pop em Sour [REVIEW]