Olivia Rodrigo: Por que cantora acredita que Geração Z não é compreendida?

A cantora Olivia Rodrigo também falou por que acredita que as pessoas se identificam com as músicas dela

Redação Publicado em 10/12/2021, às 17h41

None
Olivia Rodrigo (Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images for MRC)

A jovem cantora Olivia Rodrigo, aos 18 anos, é um dos principais nomes de 2021. Em janeiro, estreou a discografia autoral com o single “drivers license” e, pouco depois, em maio, compartilhou o primeiro disco da carreira, Sour. Desde então, a compositora foi aclamada pela crítica e público, conquistando fãs ao redor do mundo.

Com a sinceridade lírica, compondo sobre os desafios pessoais e processos internos das paixões adolescentes, Olivia Rodrigo constrói uma discografia identitária; não apenas para jovens, mas para todo o público que já experimentou o “azedo” de amar. Como pontua o Cheat Sheet, a cantora levou a sério a responsabilidade de porta-voz da juventude.

+++LEIA MAIS: Olivia Rodrigo ecoa dores de romances trágicos e desfruta da estética do bedroom pop em Sour [REVIEW]

Em entrevista recente à GQ, a artista refletiu sobre a juventude ao ser questionada sobre o por quê a Geração Z é mal-compreendida: "Ai, meu Deus. Não tenho muita certeza. Não é que estamos sempre tristes ou algo assim? Eu sinto que isso está sempre representado na mídia," afirmou.

Rodrigo continuou: "Mas sou muito orgulhosa da minha geração e da maneira como as pessoas se uniram e não suportaram as merd*s que foram toleradas por tantos anos," refletiu e não deixou de pontuar por que acredita que as pessoas se identificam tanto com as músicas da discografia dela.

+++LEIA MAIS: 5 recordes impressionantes de Olivia Rodrigo com Sour: estreia espetacular, três músicas na Billboard e mais [LISTA]

"Eu sou a pessoa mais feliz de todas, o que as pessoas podem não adivinhar pelas minhas músicas. Eu amo o drama nas canções, e simplesmente amo as canções realmente deprimentes. Eu adoro músicas que mexem com você. Também é, eu acho, um meio para você expressar sentimentos que não são divertidos ou socialmente aceitáveis ​​para falar," concluiu.

Além de Sour ser indicado em Álbum do Ano no Grammy Awards 2022, o projeto de estreia de Olivia Rodrigo foi eleito pela Rolling Stone EUA como o melhor lançado em 2021; o disco aparece em outras listas de melhores álbuns do ano.