Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Rock

Ozzy Osbourne e Geezer Butler não se falam mais por conta de suas esposas

Revelação foi feita pelo baixista em sua própria autobiografia; relação dele com Tony Iommi e Bill Ward segue normal

Igor Miranda Publicado em 29/07/2023, às 18h12

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem Ozzy Osbourne e Geezer Butler não se falam mais por conta de suas esposas

O vocalista Ozzy Osbourne e o baixista Geezer Butler têm suas carreiras conectadas praticamente desde o início. Ambos fizeram parte da formação original do Black Sabbath, creditada como a responsável por formatar o heavy metal como o conhecemos. Estiveram juntos no grupo entre 1968 e 1979, além das reuniões entre 1997 e 2006 e de 2011 até o fim, em 2017.

Não só isso: Butler fez parte da banda solo de Osbourne entre 1988 e 1989 e novamente de 1995 a 1996. Foi ele quem gravou o baixo do álbum Ozzmosis (1995), inclusive, também acompanhando o Madman na turnê de divulgação do trabalho - com direito a shows em São Paulo e Rio de Janeiro, como parte do festival Monsters of Rock.

Por tudo isso, surpreende a notícia de que Ozzy e Geezer não se falam mais. E por uma questão que nem diz respeito diretamente a eles, mas às suas esposas: Sharon Osbourne e Gloria Butler, que também atuam como suas empresárias.

A revelação foi feita pelo baixista, em sua nova autobiografia, Into the Void (via site Igor Miranda). No epílogo, de forma breve, o músico afirma:

“Eu e Ozzy estamos bem, só que nós dois somos comandados por nossas esposas. Ele tem um grande coração e sempre esteve ao meu lado nos momentos difíceis.”

Geezer Butler e os ex-colegas de Black Sabbath

Ainda que um pouco receoso, Geezer Butler aceitou falar um pouco mais sobre o assunto em recente entrevista ao Ultimate Classic Rock. O baixista, na verdade, refletiu sobre sua relação com todos os integrantes da formação clássica do Black Sabbath - incluindo também o guitarrista Tony Iommi e o baterista Bill Ward.

Tony Iommi sempre esteve lá para mim. Ele é um grande amigo. Podemos criticar um ao outro até a morte. É como um casamento, na verdade. Você tem discussões terríveis, se desentende, mas faz as pazes e volta a ficar junto da pessoa. Eu ainda amo Bill Ward, mas ele não está na internet. Se quiser falar com ele, você deve enviar um e-mail para a esposa e ela o avisa. É muito estranho. [Risos] E não falo mais com Ozzy. Duvido muito que voltemos. Não brigamos, foram nossas esposas.”

Desde o fim do Black Sabbath, Ozzy Osbourne retomou sua carreira solo e anunciou uma turnê de despedida, No More Tours 2. O giro foi cancelado com datas ainda pendentes na Europa porque o vocalista, hoje com 74 anos, luta contra uma série de problemas de saúde, incluindo o avanço de um diagnóstico de Parkinson. Ainda assim, ele segue produzindo - lançou dois álbuns entre 2020 e 2022 - e pretende voltar aos palcos durante o festival Power Trip, em outubro próximo, nos Estados Unidos.

Por sua vez, Geezer Butler formou o supergrupo Deadland Ritual, com Franky Perez(Scars on Broadway) nos vocais, Steve Stevens (Billy Idol) na guitarra e Matt Sorum (Guns N’ Roses, Velvet Revolver, The Cult) na bateria. O projeto disponibilizou apenas dois singles antes de encerrar atividades, devido à pandemia e à relatada pouca disposição dos músicos em começar uma banda do zero.