Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Dados

Primeiro show seria mais importante que perda da virgindade, revela pesquisa

Pesquisa da Viagogo em parceira com a YouGov reuniu dados de 2 mil adultos do Reino Unido e comparou números da geração Z com os dos millennials

por Heloísa Lisboa (@helocoptero) Publicado em 14/09/2023, às 09h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Glastonbury, festival que acontece no Reino Unido (Foto: Leon Neal/Getty Images)
Glastonbury, festival que acontece no Reino Unido (Foto: Leon Neal/Getty Images)

Pesquisa conduzida no Reino Unido revela que jovens da geração Z são duas vezes mais inclinados a mandar um atestado ao trabalho para ir a um show, em comparação aos millennials. Os dados são da Viagogo, em parceria com a YouGov, e foram divulgados pelo NME.

No estudo — feito com com dois mil adultos —, considera-se que jovens nascidos entre 1997 e 2012 pertencem à gen-Z. Quanto aos millennials, considera-se que eles nasceram entre 1981 e 1996.

+++LEIA MAIS: Lana Del Rey cutuca Glastonbury por show interrompido: "vale a pena"

Apresentações imperdíveis foram a razão pela qual 19% da geração Z faltaram ao trabalho de última hora, frente aos 8% dos millennials. Cerca de 61% da gen-Z também assistiram a mais de 25 shows em toda a vida, além de que 43% dos incluídos nessa geração desistiriam de comprar bebidas por seis meses para estar na primeira fileira do concerto do artista preferido.

A pesquisa também mostra que a geração Z tem 10% a mais de probabilidade de compartilhar conteúdos de shows ao vivo nas redes sociais, mas 84% dos usuários que participaram do estudo garantem que deixam o celular de lado no momento em que a música favorita começa.

Outros números mostram que 20% da gen-Z chorou em um show, muito próximos aos 18% dos millennials, mas um pouco distantes dos 11% dos baby boomers — nascidos entre 1946 e 1964.

Aproximadamente 21% dos frequentadores de shows do Reino Unido defendem que o primeiro concerto que viram foi mais memorável que a perda da virgindade, ou acreditam que o evento musical foi mais importante do que quando conseguiram o primeiro emprego.