Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Pastor acusa Day Limns de satanismo e cantora responde: 'Não sabem o que é arte?'

Day Limns lançou o clipe de 'Minha Religião' no dia 8 de junho de 2023

Redação Publicado em 20/06/2023, às 16h54 - Atualizado às 17h06

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Day Lims (Foto: Mynd) e pastor Mlakerd (Foto: Reprodução/YouTube)
Day Lims (Foto: Mynd) e pastor Mlakerd (Foto: Reprodução/YouTube)

A cantora brasileira Day Limns lançou, em 8 de junho de 2023, a música e clipe de "Minha Religião." Por conta desse trabalho, um pastor publicou um vídeo de análise e associou a artista a satanismo.

Nas redes sociais, Limns respondeu às alegações e aproveitou para ironizar o vídeo publicado pelo canal de YouTube Mlakerd. "É aquela coisa, gente, todo artista tem seu momento de pacto com o capeta... zoeira. Ou será que não é zoeira? Porque, segundo o querido aqui que gastou bastante tempo dele para fazer uma resenha sobre o quão satanista eu sou," afirmou a cantora no Instagram.

+++LEIA MAIS: Day Limns detalha encontro com Avril Lavigne: 'Ficamos escondidos no camarim'

Além disso, ela aproveitou para alfinetar: "Amor, às vezes a presença maligna tá vindo de outro lugar... talvez de dentro para fora, sabe? Vamos analisar isso aí, também. Será que as pessoas não sabem o que é arte?" Já na sessão de comentários do Instagram, Day Limns revelou como "toda vez que vejo esse video, eu morro de rir."

Em declaração exclusiva à Rolling Stone Brasil, a artista comentou como não se importa ao ver uma música ser interpretada de maneira errada e alguém acusá-la de algo. "Eu sinto como meu trabalho tem gerado interesse. Uma das coisas que eu quero fazer é gerar discussão, diálogo e fazer as pessoas falarem sobre coisas que geralmente não são faladas e acabar ouvindo coisas que, às vezes, não querem ouvir," disse.

+++LEIA MAIS: Day Limns e Di Ferrero fazem apresentação surpresa em São Paulo

"Enquanto artista, isso é um papel fundamental que eu tenho, mas não me atinge de um lado pessoal, na real. Fico lisonjeada por ser interessante o suficiente para uma pessoa gastar energia e o tempo falando sobre e dissecando, por mais que seja do ponto de vista dela. Porque é aquela coisa: as pessoas dão o que elas têm e o fazem do ponto da perspectiva delas," continuou Day Limns.

É isso, a gente precisa retratar todas as realidades e gerar essa discussão, então eu tô aqui pra isso.

Eu acho natural as pessoas terem diferentes percepções da minha música. Quando a gente lança uma música, ela meio que deixa de ser só do artista e passa a ser dos outros, que vão adaptar paras suas vivências e experiências. Essa é a mágica da arte e da música.

Então eu enxergo como estou no caminho certo, fazendo o que acredito da forma que acredito.