Paul McCartney chama Rolling Stones de 'banda cover de blues'

Para McCartney, Fab Four tinha diversas referências quando escrevia letras, não apenas blues

Redação Publicado em 13/10/2021, às 12h52

None
Paul McCartney e Rolling Stones (Foto 1: Amy Harris/Invision/AP / Foto 2: Elise Amendola/AP)

Desde o início da carreira de Beatles e Rolling Stones, a mídia tentou criar rivalidade entre os grupos, mas os integrantes das duas maiores bandas da história do rock se tornaram amigos desde o primeiro encontro. No entanto, Paul McCartney descreveu a banda liderada por Mick Jagger como "cover de blues."

Durante entrevista ao The New Yorker, o cantor inglês de 79 anos disse como sentiu que "a rede da banda foi lançada um pouco mais ampla" em relação aos Rolling Stones. "Não tenho certeza se devo dizer isso, mas são uma banda cover de blues, é mais ou menos assim," opinou McCartney.

+++LEIA MAIS: Paul McCartney explica porque Beatles eram melhor que Rolling Stones: ‘Tudo que fazíamos, eles faziam logo depois’

Esta não é a primeira vez na qual o astro afirma como "Beatles eram melhores." Durante participação no The Howard Stern Show em 2020, comentou: "[Rolling Stones] estão enraizados no blues. Quando escrevem letras, tem a ver com blues. [Fab Four] teve um pouco mais de influências. Existem muitas diferenças e eu amo os Stones."

Mick Jagger, vocalista dos Rolling Stones, respondeu às afirmações de McCartney no programa Apple Music, de Zane Lowe, e disse como "obviamente não há competição" entre as duas bandas. "Felizmente, uma banda ainda toca em estádios e a outra não existe," explicou o artista.

+++LEIA MAIS: Paul McCartney, Rolling Stones e mais estão no super disco de 79 músicas do festival Together At Home; ouça


John Lennon e Paul McCartney tentaram 'trollar' os Rolling Stones - mas o tiro saiu pela culatra

Na década de 1960, os grupos Beatles e Rolling Stones mantinham uma disputa amigável nas paradas de sucesso e pessoalmente. E, justamente por causa dessa "rivalidade saudável" é que John Lennon e Paul McCartney tentaram "trollar" a turma de Mick Jagger e Keith Richards dando a eles uma composição que consideravam um "lixo."

Em 1963, Paul McCartney e John Lennon presentearam os Rolling Stones com a faixa "I Wanna Be Your Man", que a dupla de compositores dos Fab Four considerava um "lixo" de tão ruim. No entanto, a canção gravada e lançada pelos Stones no mesmo ano se tornou um grande sucesso, alcançando a 12ª posição na parada britânica e sendo a 1ª música a ser tocada no programa Top of the Pops, da BBC.

+++ LEIA MAIS: A música misteriosa dos Rolling Stones: 43 anos depois, 'ninguém chegou perto' de descobrir significado de 'Beast of Burden'

De acordo com artigo do site The Express UK, Mick Jagger lembrou-se de ter recebido a faixa de Lennon e McCartney. "Naquela época, estávamos ensaiando e Andrew Oldham [empresário dos Rolling Stones] trouxe McCartney e Lennon para o ensaio. Eles disseram que tinham essa música," disse o cantor. 

"Eles eram realmente vigaristas naquela época. Quero dizer, a maneira como eles costumavam agitar as músicas era ótima," relembrou Mick Jagger sobre John Lennon e Paul McCartney. "Eles me disseram: 'Ei, Mick, nós temos essa música ótima', e a tocaram. Nós achamos que soava bem comercial. Era o que estávamos procurando."

+++ LEIA MAIS: Ringo Starr diz que sentirá falta de Charlie Watts: 'Ser humano maravilhoso'

Mais tarde, os Beatles perceberam que a música era realmente boa e a regravaram, mas com o baterista Ringo Starr assumindo os vocais. 

Em 1980, John Lennon comentou sobre ter dado "I Wanna Be Your Man" aos Rolling Stones: "Foi um desperdício. As únicas duas versões da música eram com Ringo [cantando] e com os Rolling Stones. Isso mostra quanta importância atribuímos a ela. Mas, não íamos dar a eles nada ótimo, certo?"

+++LEIA MAIS: Mick Jagger revelou que Rolling Stones ficaram ‘doentes de inveja’ dos Beatles em discurso de 1988