Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Conspiração

Pentágono desmente teoria de que Taylor Swift trabalha para o governo americano

Apresentador da Fox News criou teoria de que Taylor Swift faria parte de uma operação psicológica do governo dos Estados Unidos

Redação Publicado em 12/01/2024, às 10h12

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Jesse Watters apresenta teoria de que Taylor Swift trabalha para o governo americano (Foto: Reprodução)
Jesse Watters apresenta teoria de que Taylor Swift trabalha para o governo americano (Foto: Reprodução)

O Pentágono precisou desmentir teoria criada pela Fox News de que Taylor Swift estaria trabalhando para o governo dos Estados Unidos. Fazendo referência a uma música da artista, a porta-voz Sabrina Singh afirmou: "Quanto a essa teoria da conspiração, vamos 'shake it off' (nos livrar dela)" (via NME).

“Mas isso realça que ainda precisamos que o Congresso aprove o nosso pedido de orçamento suplementar o mais rápido possível, para podermos sair de perigo com potenciais preocupações fiscais”, adicionou.

No início da semana, o âncora Jesse Watters sugeriu que o sucesso da cantora estaria relacionado ao suposto cargo que ela tem na CIA, em uma operação psicológica: "Taylor Swift é a maior estrela do mundo... Mas você já se perguntou por que ela estourou assim?"

"A unidade de operações psicológicas do Pentágono incentivou a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) a transformar Taylor Swift em um trunfo para combater a desinformação online", disse o apresentador. 

Watters chegou a mostrar vídeo datado de 2019 que descreveu como uma funcionária do Pentágono apresentando Swift a OTAN como uma grande influência. O Mediaite, porém, comprovou que a mulher que aparece no vídeo não trabalha no Pentágono. Ela, na verdade, é uma engenheira pesquisadora em física aplicada na Universidade Johns Hopkins que estava fazendo uma apresentação na Conferência Internacional da OTAN sobre Conflito Cibernético.

No mesmo programa, Jesse admitiu que não tinha provas para fomentar sua teoria, mas ainda apontou que o relacionamento de Swift com Travis Kelce seria uma encenação. Ele argumentou que o jogador de futebol americano usou sua plataforma para promover vacinas e lembrou da ocasião em que o presidente Joe Biden confundiu Swift com Britney Spears.