Pink Floyd negocia venda do catálogo de músicas por valor recorde; confira

Warner Music e BMG estariam interessadas no catálogo musical do Pink Floyd

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Eduardo do Valle) Publicado em 16/05/2022, às 10h18

None
Pink Floyd (Foto: Divulgação)

Pink Floyd pode vender catálogo de músicas por US$ 500 milhões. Conforme apontado pelo Financial Times (via Folha de S. Paulo), lendária banda britânica recebeu propostas das empresas Warner Music e BMG.

Valor oferecido perderia apenas para negociação de Bruce Springsteen com a Sony, que rendeu US$ 550 milhões ao músico norte-americano. Outros grandes artistas venderam próprias faixas a empresas do ramo. Entre eles, Bruno Mars, Shakira, Neil Young, Bob Dylan e Mötley Crüe.

+++ LEIA MAIS: Mötley Crüe vende catálogo de músicas por US$ 150 milhões; veja outros músicos que negociaram direitos [LISTA]

Atualmente, David Gilmour lidera banda, que não conta mais com o baixista e vocalista Roger Waters. Catálogo do grupo inclui discos históricos, como Dark Side Of The Moon(1973), The Wall(1979) e The Division Bell(1994).

Banda se reuniu em 2022 e gravou single beneficente para arrecadar dinheiro para os ucranianos afetados pela invasão da Rússia. “Hey, Hey, Rise Up” apresenta vocais de Andriy Khlyvnyuk, da banda ucraniana Boombox.

+++ LEIA MAIS: Roger Waters recusa oferta de Mark Zuckerberg para usar hino do Pink Floyd em publicidade: ‘Nem f*dendo’

Ouça: