Por que morte de John Lennon não 'mudou a vida' de George Harrison?

George Harrison "não conseguia ficar tão triste" com a morte de John Lennon

Redação Publicado em 21/07/2021, às 12h06

None
John Lennon e George Harrison em 1965 (Foto: AP Images)

Em 8 de dezembro de 1980, o ex-integrante e vocalista dos BeatlesJohn Lennon foi assassinado na cidade de Nova York, na porta de casa. O triste momento foi comentado por todos os ex-companheiros de banda do músico, inclusive o guitarrista George Harrison, via Express UK

Mais tarde, George Harrison falou sobre como a morte de Lennon  "não mudou" sua vida, porque ele sabia que o veria novamente no futuro. Em uma entrevista de 1990, o músico foi questionado sobre a morte do ex-companheiro de banda.

+++LEIA MAIS: O dia em que John Lennon não gostou de ser comparado com George Harrison [FLASHBACK]

"[Minha vida] não mudou. Se ainda estivéssemos em uma relação de trabalho, isso teria mudado mais. A coisa é que eu não o via há muito tempo. Eu não o vi por dois anos de qualquer maneira, ocasionalmente [eu] talvez enviaria um cartão postal," explicou.

Ele continuou a discorrer sobre a amizade e distanciamento dos dois pós-Beatles: "E é saber que ele está do outro lado da linha se você quiser ligar. Essa é a diferença. Agora você precisa do grande telefone cósmico para falar com ele," brincou.

+++LEIA MAIS: Por que John Lennon levou anos para considerar George Harrison como igual?

George Harrison também revelou acreditar que "a vida continua", por isso "não conseguia ficar tão triste" com a morte de John Lennon: "Estou triste por não poder tocar guitarra com John, mas, de qualquer maneira, fiz isso por um longo tempo."

Por fim, esperançoso sobre como a vida continua após a morte, o ex-Beatleconcluiu sobre o amigo de longa data: "Nos encontraremos novamente em algum lugar no futuro," via Express UK

+++LEIA MAIS: 6 músicas dos Beatles que John Lennon odiava [LISTA]


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!