Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Explicação

Por que Quentin Tarantino desistiu de filme de Star Trek?

Há alguns anos Quentin Tarantino entrou em projeto de Star Trek, mas diretor engavetou filme para realizar o último filme da carreira

Quentin Tarantino (Foto: Cindy Ord/Getty Images for SiriusXM)
Quentin Tarantino (Foto: Cindy Ord/Getty Images for SiriusXM)

Por toda carreira, Quentin Tarantino não trabalhou com grandes franquias do cinema, mas por um tempo estava vinculado na direção de um projeto de Star Trek, que está engavetado atualmente. Agora, o roteirista Mark L. Smith explicou o encerramento do longa.

Vale lembrar como, atualmente, Tarantino trabalha naquele que deve ser o último filme da carreira dele, intitulado The Movie Critic. Durante entrevista ao Collider, Smith, que trabalhou no roteiro com o cineasta, explicou a situação da produção.

+++LEIA MAIS: Star Trek de Tarantino seria um filme de gangsters dos anos 1930

"Quentin e eu íamos e voltamos, ele ia fazer algumas coisas sobre isso, e então começou a se preocupar com o número, seu tipo de número não oficial de filmes," afirmou. "Lembro que estávamos conversando e ele disse: 'Se eu conseguir entender a ideia de que Star Trek poderia ser meu último filme, a última coisa que farei. É assim que eu quero terminar?'"

E acho que esse foi o obstáculo que ele nunca conseguiu superar, então o roteiro continua na mesa dele.

"Eu sei que ele disse muitas coisas boas sobre isso. Eu adoraria que isso acontecesse. É apenas uma daquelas coisas que nunca consigo ver acontecendo," continuou o roteirista. "Mas seria o melhor filme de Star Trek, não pela minha escrita, mas apenas pelo que Tarantino faria com ele. Foi apenas uma coisa do tipo ousada."

+++LEIA MAIS: Star Trek: Filho do criador tem 'conflitos' com possível filme de Tarantino; entenda

Por fim, Mark L. Smith comentou como o filme traria uma "sensação diferente" em comparação com outros projetos da franquia: "Foi como se de repente houvesse uma sensação diferente em relação às coisas da Marvel. Foi tipo: 'Isso é divertido. Isso é diferente.' E eu acho que Guardiões [da Galáxia] até certo ponto, mas era uma vibe diferente e é isso que pensei que poderia trazer para Star Trek, era apenas um nível diferente."