Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Qual banda de rock inspirou mais tatuagens? Pesquisa revela

Ticketsource pesquisou publicações no Instagram sobre tatuagens que homenageiam bandas de rock

Redação Publicado em 02/05/2023, às 13h04

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
(Foto: Michael Buckner/Getty Images)
(Foto: Michael Buckner/Getty Images)

Diversas bandas de rock marcaram a indústria da música e conquistaram legiões de fãs, que demonstram amor incondicional e até chega a marcar essa paixão na pela para sempre. Pensando nisso, Ticketsource realizou uma pesquisa para descobrir qual grupo inspirou mais tatuagens.

Como o site relatou, Pink Floyd é a banda do gênero que mais inspirou tatuagens, com 30.397 postagens no Instagram que mostram homenagens tatuadas na pele. O ranking é seguido por Slipknot (22.015 publicações), Nirvana (19.772), Iron Maiden (18.242), David Bowie (16.075) e Metallica (14.584).

+++LEIA MAIS: Há 55 anos, Syd Barrett fazia o último show com o Pink Floyd

No entanto, Ticketsource fez uma lista geral, e o primeiro colocado não é de rock, mas de k-pop. A boyband BTS recebeu 37.157 postagens com tatuagens do grupo sul-coreano, que atualmente se encontra em grande hiato.


Nick Mason, do Pink Floyd, opina sobre regravação de Dark Side of the Moon por Roger Waters

Icônico disco do Pink Floyd, Dark Side of the Moon será regravado por Roger Waters sem os outros integrantes. Agora, o baterista Nick Mason opinou sobre a produção da nova versão do oitavo álbum de estúdio da banda britânica de rock progressivo.

+++LEIA MAIS: Roger Waters mostra trecho de sua regravação de The Dark Side of The Moon

Lançado no dia 1º de março de 1973, The Dark Side of the Moon completou 50 anos em 2023 e é um dos discos mais importantes da história do rock. Durante reprodução do álbum no Dolby Atmos Immersive Studio (via NME), em Londres, Mason revelou como já ouviu trechos da regravação e não poupou elogios a Waters.

Capa de The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd
Capa de The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd (Foto: Divulgação)

"Ouvi o boato de que Roger trabalhava na própria versão. Houve essa sugestão de que isso seria algo ruim e Roger iria enfrentar a versão original e assim por diante," afirmou o músico. "Na verdade, ele me enviou uma cópia do que estava trabalhando e eu respondi: 'Irritantemente, é absolutamente brilhante!'"

Foi e é. Não é nada que estrague o original, é um complemento interessante para a coisa.

+++LEIA MAIS: Os segredos desvendados de Dark Side of The Moon, obra-prima do Pink Floyd [ARQUIVO RS]

Além disso, Nick Mason também explicou o motivo de apoiar o conceito de revisitar músicas clássicas e repaginá-las: "Uma das coisas que gosto em qualquer tipo de música existente é desenvolvê-la ou encontrar alguma qualidade extra nela. Gosto dessa ideia de desenvolver música em vez de tentar mantê-la exatamente como era."