Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Quem é a brasileira que assinou o figurino de Demi Lovato no Brasil?

Mayari Jubini, criadora da marca Artemisi, assinou look que Demi Lovato usou no primeiro show no Brasil com a turnê Holy Fvck

Redação Publicado em 02/09/2022, às 16h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Demi Lovato (Foto: Angelo Kritikos)
Demi Lovato (Foto: Angelo Kritikos)

Após muita espera, Demi Lovato finalmente desembarcou no Brasil com a turnê Holy Fvck e fez um show em São Paulo na última terça, 30, com direito a figurino assinado pela brasileira Mayari Jubini, criadora da marca Artemisi.

No entanto, essa não foi a primeira vez na qual Lovato usou uma peça da marca criada pela brasileira. Publicamente, a cantora vestiu Artemisi pela primeira vez em Nova York para divulgação do single "Skin Of My Teeth." "Aí, a Demi usou a roupa e fiquei superfeliz! Foi uma experiência maravilhosa," afirmou Jubini em entrevista à Capricho.

+++LEIA MAIS: Demi Lovato dispensa a pirotecnia com show roqueiro em SP

Depois disso, a estilista e a equipe da cantora tiveram a ideia de fazer algo exclusivo para a dona de "Cool for the Summer." "Eu fiz, mandei para os Estados Unidos e, quando chegou lá, eles pediram outro na cor vermelha," relembrou. Vale destacar que foi justamente esse look escolhido para abrir a Holy Fvck no Brasil.

Como Mayari Jubini explicou à Capricho, ela não fazia ideia que Demi Lovato usaria a roupa justamente em São Paulo: "Não sabia que ela ia usar nesse show. Sabia que era para a turnê, mas não sabia qual dia seria, se seria no Brasil ou não. Quando eu vi, foi incrível!"

+++LEIA MAIS: Demi Lovato: O que esperar dos shows no Brasil?

A estilista também revelou que fez outra peça exclusiva para Lovato. "Eu amei muito os dois! Quando ficou pronto, falei: 'Nossa, quero muito ver nela.' Dá uma ansiedade," adiantou. Vale lembrar que os próximos shows da cantora no Brasil acontecem em Belo Horizonte (02/09) e Rio de Janeiro (04/09).


Demi Lovato sente 'culpa de sobrevivente' após morte de Mac Miller por overdose

Demi Lovato revelou como a morte de Mac Miller por overdose a fez se sentir culpada. A cantora sobreviveu a uma overdose de drogas severa em 2018, que lhe causou teve três derrames, um ataque cardíaco e danos cerebrais.

+++ LEIA MAIS: Little Mix: Dias após overdose, Jesy Nelson precisou gravar clipe: 'Não sabia o que fazer'

Em setembro de 2018, Mac Miller morreu de overdose acidental, aos 26 anos, após uma mistura fatal de drogas e álcool, conforme relatório de autópsia. Mais tarde, os homens responsáveis por vender a droga ao rapper declararam ter vendido pílulas falsificadas de oxicodona misturadas com fentanil.

Para o podcast The Zane Lowe Show, Lovato disse que a morte de Miller e outros amigos por overdose a inspirou em escrever uma das faixas do seu último álbum, HOLY FVCK (2022). Além disso, também compartilhou as inspirações que Miller deixou para a música.

Eu tive muita culpa de sobrevivente depois da minha overdose, porque logo depois disso, Mac Miller morreu, e isso colocou tudo em perspectiva para mim: 'Poderia ter sido você, quase foi você, e como você vai viver? sua vida agora? E isso me afetou muito.

+++ LEIA MAIS: E o Vento Levou: Vivien Leigh sofreu overdose acidental durante filmagens; entenda

No ano passado, Demi Lovato falou sobre os eventos responsáveis pela overdose quase fatal em 2018, suas consequências e mais na nova série documental do YouTube, Dancing With the Devil. Nas filmagens lançadas em quatro partes, a cantora revelou ter sido agredida sexualmente pelo homem que forneceu as drogas.

Quando eles me encontraram, eu estava nu, azul, literalmente deixado para morrer depois que ele se aproveitou de mim.