R. Kelly: Depois de condenação por tráfico, vendas do cantor sobem 500%

R. Kelly foi condenado por tráfico sexual de mulheres e menores de idade — e disparou nas vendas após isso

Redação Publicado em 08/10/2021, às 18h06

None
Cantor R. Kelly (Foto: Pool/Equipe)

Após um longo julgamento, R. Kelly foi condenado por tráfico sexual de mulheres e menores de idade em 27 de setembro deste ano. No entanto, as vendas do cantor aumentaram mais de 500% após a condenação.

Segundo a Rolling Stone EUA, uma semana após o cantor ser considerado culpado, as músicas de R. Kelly tiveram um aumento de dois dígitos no número de reproduções e as vendas dos discos aumentaram 517%.

+++ LEIA MAIS: R. Kelly quer 'lutar por liberdade' após ser condenado por tráfico sexual

A Apple Music e Spotify retiraram as músicas de R. Kelly das listas de reproduções selecionadas. Além disso, diversos outros artistas removeram suas colaborações com o cantor dos serviços de streamings, como Chance the Rapper e Jennifer Hudson.

Contudo, mesmo com as condenações, o cantor continua ficando mais evidente nas plataformas. Em 2017, R. Kelly tinha, por semana, uma média de cerca de 5,4 milhões de reproduções de suas músicas nos streamings. Agora, tem uma média de 6,4 milhões.

+++ LEIA MAIS: R Kelly recebe 11 novas acusações de abuso sexual

Polêmicas de R. Kelly

Em setembro de 2021, o cantor foi condenado por tráfico sexual de mulheres e menores de idade. R. Kelly foi acusado de liderar um esquema ilegal de recrutamento de mulheres e menores de idade para atividades sexuais, no qual supostamente comandaria um séquito de empresários e funcionários para recrutar meninas e mulheres para terem relações sexuais com ele.

O cantor também foi acusado de reproduzir pornografia infantil e violar a Lei Mann, a qual proíbe o transporte de pessoas para fazer sexo além de limites estaduais. Ele negou todas as acusações.

+++ LEIA MAIS: Ex-namorada de R. Kelly alega que cantor a fez comer fezes humanas