Rapper G-Eazy é preso após acusação de agressão

G-Eazy é preso após ser acusado de agressão durante uma briga na saída de uma boate em Nova York

Redação Publicado em 15/09/2021, às 18h13

None
Breno Galtier/MRossi/Divulgação

Rapper G-Eazy foi detido nesta quarta, 15 de setembro, após acusações de agressão. De acordo com a revista People, cantor se envolveu em uma briga na última sexta, 10, na saída de uma balada do Standard Hotel, em Nova York. (via G1)

O Departamento de Polícia de Nova York afirmou que um homem de 32 anos levou um soco, ficando com vermelhidão e inchaço na cabeça, mas se recusou a receber atendimento médico. Outro rapaz de 29 anos também revelou ter recebido um soco.

+++ LEIA MAIS: Halsey briga com fã que gritou o nome do ex-namorado dela em show: ‘Vou chutar você para fora’

O rapper foi detido e acusado de agressão, mas não está sob custódia. Segundo TMZ, ele deverá comparecer no tribunal em breve, mas a data não foi divulgada. Dois dias após a confusão, G-Eazy compareceu ao MTV VMA 2021.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por G-Eazy (@g_eazy)

 

Esse não foi o primeiro envolvimento do cantor em brigas. Em 2018, foi condenado por agressão, porte de drogas e resistência à prisão após uma briga em uma boate. De acordo com People, ele ficou em liberdade condicional, mas pagou cerca US$ 9 mil, além de uma restituição de US$ 810 para o segurança que foi acusado de agredir.

+++ LEIA MAIS: Netflix solta mais um trailer da série de hip-hop Rapture, desta vez com G-Eazy

Na época G-Eazy se desculpou pelo ocorrido no tribunal, de acordo com jornal Aftonbladet: "Lamento muito e quero me desculpar por tudo que fiz. [...] Me sinto muito mal e peço desculpas do fundo do meu coração."