Robin Thicke é acusado de assédio sexual por modelo Emily Ratajkowski; entenda

A modelo participou do clipe de “Blurred Lines”, música de Robin Thicke em parceria com Pharrel Williams e TI

Redação Publicado em 04/10/2021, às 08h58

None
Emily RatajkowskI e Robin Thicke em Blurred Lines (Foto: Reprodução/YouTube)

A modelo Emily Ratajkowski acusou Robin Thicke de assédio sexual durante as filmagens de “Blurred Lines”, clipe pelo qual ela ficou conhecida mundialmente. Segundo a artista, o cantor de R&B apertou os seios dela durante as gravações — Diana Martel, diretora do vídeo, confirmou o ocorrido durante entrevista.

“Blurred Lines” é uma parceria de Robin Thicke com Pharrel Williams e TI, que aparecem no clipe ao lado de três mulheres, entre elas, Emily Ratajkowski. Segundo reportagem do Sunday Times, a modelo explicou o ocorrido em My Body, seu primeiro livro. A obra reflete sobre a exploração do corpo feminino, além da exibição dele para se empoderar.

+++LEIA MAIS: Pharrell Williams diz que condenação por plágio em "Blurred Lines" limita a arte

O Sunday Times divulgou um trecho do livro de Ratajkowski em que a artista fala sobre o assédio no clipe lançado em 2013: “De repente, do nada, senti uma mão gelada e estranha apertando meus seios por trás. Instintivamente me afastei e olhei para trás vendo o Robin Thicke”.

Segundo a declaração na obra, o clipe foi uma experiência divertida, até o ocorrido com Thicke a fazer sentir humilhada. A modelo afirma no livro — assim como a diretora Diana Martel disse em entrevista — que o cantor apresentou sinais de embriaguez durante as filmagens de “Blurred Lines”.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Emily Ratajkowski (@emrata)

 

+++LEIA MAIS: Emily Ratajkowski posa com camiseta de Bernie Sanders e Rage Against The Machine em capa de revista: ‘Todos tinham certeza que Trump não ganharia’

Na obra, Ratajkowski escreveu sobre o corrido (via Revista Monet): “Ele sorriu meio constrangido e cambaleou para trás, seus olhos estavam escondidos atrás dos óculos escuros. A minha cabeça girou para a escuridão do set. [A diretora Diana Martel] Gritou para mim, ‘você está bem?’”.

Segundo a modelo, não conseguiu reagir depois do assédio sexual: “Abaixei a cabeça, me encolhi, evitando contato visual, sentindo o calor da humilhação pulsar pelo meu corpo. Não reagi, não mesmo, não como deveria ter reagido.”

+++LEIA MAIS: Dragon Ball: Transmissão da animação é suspensa na Argentina por cena de de assédio sexual; entenda

A diretora do clipe de “Blurred Lines”, Diana Matel, recordou a situação em entrevista ao Sunday Times: “Lembro do momento em que ele apertou os seios dela. Um com cada mão. Ele estava por trás dela, os dois estavam de lado. Gritei agressivamente com a minha voz típica do Brooklyn: ‘que p***a é essa que você está fazendo?!!! As filmagens acabaram!!’”.

Matel também afirmou que Robin Thicke bebeu durante as filmagens do clipe, e acredita que o músico “não teria feito isso se estivesse sóbrio”. O cantor não respondeu às acusações da modelo. Assista ao clipe abaixo: