Rolling Stones lembram últimos dias de Charlie Watts: 'Ele estava muito cansado'

Em nova entrevista, Keith Richards, Mick Jagger e Ronnie Wood lembram o memorável baterista dos Rolling Stones

Redação Publicado em 08/10/2021, às 11h21

None
Rolling Stones (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Um dos principais bateristas de todos os tempos, Charlie Watts faleceu no fim de agosto deste ano, deixando um legado indiscutível para a história da música e para os Rolling Stones. Em nova entrevista ao Los Angeles Times, via Blitz, os integrantes confessaram que não tinham conhecimento total da situação que o colega de banda vivia, além de relembrarem os últimos dias do artista. 

Na ocasião, inclusive, Keith Richards, Mick Jagger e Ronnie Wood disseram acreditar que Charlie Watts voltaria à banda tempo suficiente para a turnê No Filter Tour 2021. A causa da morte do baterista ainda é desconhecida, segundo o Blitz

+++LEIA MAIS: Rolling Stones fazem homenagem emocionante a Charlie Watts em show; assista

Durante a entrevista, Ronnie Wood relembrou os últimos dias do baterista: "Assistimos a corridas de cavalos na televisão. Dava para perceber que ele estava muito cansado e exausto de tudo aquilo. Ele me disse: 'Estava mesmo com esperança de já não estar aqui neste momento'. Depois disso houve umas complicações e já não me deixaram voltar. Nem a mim, nem a ninguém."

Enquanto isso, Keith Richards revelou que ainda não se sente muito confortável para falar acerca da morte do ex-companheiro de Rolling Stones: "Ainda estou tentando lidar com essa situação. Acho que não consigo ser muito erudito para falar sobre o Charlie neste momento," comentou.

+++LEIA MAIS: Foo Fighters faz homenagem a Charlie Watts, dos Rolling Stones, em apresentação do VMA 2021; veja

Charles Robert Watts juntou-se aos Rolling Stones em 1963, sendo o baterista original da banda e permanecendo no posto até o momento de sua morte. Na nova entrevista, o vocalista Mick Jagger refletiu sobre seguir com as atividades - agora, sem a presença de Watts em tantos anos.

"É pouco provável que, depois de tanto tempo numa banda, não haja mudanças. Claro que esta é provavelmente a maior que nos aconteceu, mas sentimos - e o Charlie também sentia - que deveríamos fazer esta turnê. Já tínhamos adiado um ano e o Charlie tinha me dito: 'Vocês precisam de fazer isto. Toda a equipe está sem trabalho, não os vão deixar sem trabalho novamente'," explicou Jagger

+++LEIA MAIS: Rolling Stones: Quando Charlie Watts conheceu Neil Peart, do Rush - e não foi reconhecido [FLASHBACK]

Ainda, o vocalista concluiu: "Portanto, penso que continuar foi a decisão correta. As pessoas levam cartazes para os concertos a dizer 'Sentimos a tua falta, Charlie' e eu também sinto," confessou, via Blitz


Homenagem dos Rolling Stones a Charlie Watts

Dias após a morte de Charlie Watts, os Rolling Stones publicaram um emocionante vídeo nas redes sociais para relembrar a trajetória do memorável baterista. As cenas trazem momentos de apresentações, fotos e entrevistas. Assista:

+++LEIA MAIS: Rolling Stones se pronunciam sobre morte de Charlie Watts