Sidney Magal defende Sérgio Reis: 'Não houve uma intenção'

Sidney Magal defendeu o cantor sertanejo após a polêmica com os áudios vazados

Redação Publicado em 28/09/2021, às 09h14

None
Sérgio Reis (Foto: Reprodução / Instagram)

Em entrevista a Sonia Racy, do Estadão, Sidney Magal defendeu o cantor sertanejo Sérgio Reais após os áudios vazados do músico, nos quais o artista convocava uma greve nacional de caminhoneiros em busca de um protesto contra os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nos áudios, ainda, o cantor sertanejo dizia que teve uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro e com militares, além de passar uma série de informações de como o caso seria desenrolado. 

+++LEIA MAIS: Caminhoneiros negam greve convocada por Sérgio Reis: ‘Não nos envolvemos com política’

Ao ser questionado sobre os áudios de Sérgio Reis, Sidney Magal afirmou que o cantor sertanejo não teve más intenções. O também músico disse que Reis tem bom coração e  ajudava o Hospital de Câncer, em Barretos, com a metade do salário de deputado federal.

"Ali, na verdade, não houve uma intenção dele, senão teria entrado na internet e dito ‘vamos lá, galera’. Conheço o Sérgio bastante, ele é muito correto, bom de coração. Tanto é que durante o tempo todo que exerceu o mandato [de deputado federal], ele pegava pelo menos metade do salário dele e dava para o Hospital do Câncer, em Barretos, coisa que pouquíssima gente faz," declarou Magal.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro acusa inclusão em inquérito das fake news de ‘ilegal’ e ameaça resposta ‘fora da Constituição’

O cantor ainda acrescentou sobre Sérgio Reis: "Agora com a idade a gente vai querendo chutar o balde. A minha mãe morreu com 80 e poucos anos. Às vezes, eu tinha vergonha de sair com ela porque dizia barbaridades para as pessoas. Quando a gente tem mais idade, perde um pouco a noção."